terça-feira, dezembro 26, 2006

Boas Festas 2006/2007

Eu sei que o Natal já passou, mas ainda vou a tempo de deixar aqui uma mensagem alusiva à época em que estamos - afinal de contas o Natal é quando um Homem quiser!
Peço desculpas a todos os que me enviaram mensagens de telemóvel a desejar as boas festas e às quais não retribui, mas resolvi que este ano não o faria uma vez que estou em tempos de vacas magérrimas e gasta-se uma pipa de massa nessas pequenas coisas.
Assim, retribui-vos, via e-mail, com este e-card made by myself - não a imagem, abençoado Stock.XCHNG!
O que interessa é desejar-vos, a todos os que por aqui passam, umas boas festas na companhia de quem vos é mais querido.

TAG'S

Resolvi criar um bloguezitoinhozeco, só para colocar as fotos do almoço em Tomar do passado dia 16 de Dezembro.
Assim separam-se as águas e a coisa fica mais organizada!
Quem quiser ver, ou quem ainda não viu as fotos do pessoal, é só ir aqui:
TAG'S
Boas navegações!

segunda-feira, dezembro 18, 2006

Ai Tomar, cidade de frades e freiras...

E lá estivemos todos (os que apareceram) no sábado passado, no encontro em Tomar, a cidade dos nossos verdes/melhores anos.
A força da gravidade ainda não mostrou o seu efeito degenerativo em nós, estamos praticamente na mesma... só (alguns) com filhotes :-)
Gostei muito do nosso reencontro e valeram a pena os 350 km da ida e da volta!
Beijos e abraços para todos os que ainda acham que vale a pena encontrarmo-nos. Até breve!
Depois, com mais tempo, irei colocar aqui mais fotos do nosso encontro e mais umas palavrinhas. Agora foi só para deixar o primeiro e inevitável registo.

Estava a escrever este post e lembrei-me de uma música que cantávamos nesses tempos e que acabei por escolher como título para este post. Era mais ou menos isto:

"Ai Tomar, cidade de frades e freiras...
Ai Tomar, quando chega às segundas-feiras
Com lágrimas no coração
Deixei lá longe a família
Agora durmo no chão
Nem sequer tenho mobília!"

Lembro-me de cada coisa!

sexta-feira, dezembro 01, 2006

A minha idade noutros planetas

Viaja até outro planeta. Descobre quantos anos tens e em que dia comemoras o teu aniversário…
MERCÚRIO
183,9 dias 122,5 anos
Próximo Aniversário: Sexta-Feira, Janeiro 12, 2007
VÉNUS
44,3 dias 47,9 anos
Próximo Aniversário: Sexta-Feira, Dezembro 8, 2006
TERRA
10776,6 dias 29,5 anos
Próximo Aniversário: Terça-Feira, Maio 29, 2007
MARTE
10462,7 dias 15,6 anos
Próximo Aniversário: Segunda-Feira, Julho 2, 2007
JÚPITER
26284,5 dias 2,48 anos
Próximo Aniversário: Sábado, Dezembro 29, 2012
SATURNO
23948,1 dias 1 anos
Próximo Aniversário: Segunda-Feira, Abril 28, 2036
ÚRANO
14967,5 dias 0,35 anos
Próximo Aniversário: Quinta-Feira, Junnho 2, 2061
NEPTUNO
16084,5 dias 0,17 anos
Próximo Aniversário: Quarta-Feira, Março 14, 2142
PLUTÃO
1686,4 dias 0,11 anos
Próximo Aniversário: Terça-Feira, Janeiro 3, 2226

Adaptado de "Your Age On Other Worlds",
Exploratorium – The museum of science, art and human perception

segunda-feira, novembro 27, 2006

O meu perfume

Arcanjo Gabriel
Tema principal:
Crescimento da sabedoria, amor pelas coisas na vida
Chacra: Básico e plexo solar
Aspectos positivos da personalidade:
Você trabalha consigo mesmo e conhece bem até mesmo as camadas mais profundas da sua personalidade. É directo, forte, disponível e uma pessoa sensível, que dá muita atenção às pequenas coisas na vida. Sua missão de vida está próxima a isto. Possivelmente, sua contribuição não é magnífica, entretanto, você encontra seu contentamento aqui neste plano
Aspectos da personalidade que podem ser trabalhados:
Sofre de uma grande vulnerabilidade e carrega um sentimento de vítima. Sente sua dor de forma exagerada e se faz de "coitadinho". Assim, tenta ganhar atenção. Você também precisa lidar com as dificuldades de infância, que provavelmente ainda influenciam na sua vida, nos seus relacionamentos com a família, amigos e colegas de trabalho. Não cuida o bastante dos outros porque se sente incapaz ou não se sente bem
Frase: "Eu descubro aconchego e amor para meu ser e minhas possibilidades se abrem"

Hilarion
Tema principal: O caminho, a verdade e a vida
Chacra: Coração
Aspectos positivos da personalidade:
Um cientista prático que compreende as leis cósmicas. Conhece seu caminho. Possui óptima memória e discernimento das coisas, sabendo exactamente quando está na trilha errada ou quando um processo conduz à ilusão. Como se livrou de tensão profunda, pode facilmente alcançar estados alterados de consciência
Aspectos da personalidade que podem ser trabalhados:
Abriga no íntimo todo tipo de sentimento de culpa. Pode ser extremamente invejoso e ciumento. Sente-se desligado dos outros. Acredita que as pessoas o enganam. Acha que no reino espiritual prevalece o materialismo. Suas opiniões dogmáticas não mudam. Não reconhece o sistema do qual faz parte
Frase: "Eu encontro minha própria verdade"

Sopro do Amor
Tema principal:
Dar e receber amor
Chacra: Base, coração e coroa
Aspectos positivos da personalidade:
Tem acesso e compreende conhecimentos antigos. Uma pessoa sensível com forte poder de intuição. Ama a beleza em todas as áreas da vida. Criativa, mas determinada, está em contato com seu aspecto feminino. Empenha-se para alcançar o equilíbrio interior e sempre o estabelece sob nova forma. O amor está ligado ao seu propósito de vida. Você pode estar em uma profissão que se ocupe a cuidar dos outros. Tem capacidade para planejar cuidadosamente coisas belas e agradáveis. Preocupa-se em proporcionar bem-estar às pessoas
Aspectos da personalidade que podem ser trabalhados:
Mantém-se ligado a um amor do passado, o que influencia negativamente nos dias atuais. Seus bloqueios emocionais prejudicam a sexualidade. Tem dificuldade em se expressar. Como possui dificuldade em verbalizar seus sentimentos, tende a experimentá-los de modo vicário. Toma para si o problema de outras pessoas e tenta solucioná-los. É muito ambicioso, superestima as próprias capacidades e deficiências
Frase: "Tudo é belo a sua própria maneira"

Luz do Sol
Tema principal:
Abre a porta para o conhecimento e a sabedoria interior
Chacra: Plexo solar
Aspectos positivos da personalidade:
Você tem autoridade e um grande talento para administração e organização, combinando essas aptidões com sabedoria. Tem acesso ao conhecimento de épocas passadas e pode utiliza-lo. Consegue compreender uma visão. Vê o lado engraçado da vida. Sabe que é mais valioso saber do que possuir algo.
Aspectos da personalidade que podem ser trabalhados:
Marcado por um profundo temor, falta de alegria e imaturidade emocional. Tende a ser utopista. Comporta-se de modo muito autoritário e, portanto, imaturo
Frase: "Estou seguro. Sei que nada sei"

domingo, novembro 26, 2006

Curiosidades

Hoje é o meu 10773º dia neste mundo!

Há dias que sinto as coisas assim...

ADEUS

Já gastámos as palavras pela rua, meu amor,
e o que nos ficou não chega
para afastar o frio de quatro paredes.
Gastámos tudo menos o silêncio.
Gastámos os olhos com o sal das lágrimas,
gastámos as mão à força de as apertarmos,
gastámos o relógio e as pedras das esquinas
em esperas inúteis.


Meto as mãos nas algibeiras
e não encontro nada.
Antigamente tínhamos tanto para dar um ao outro!
Era como se todas as coisas fossem minhas:
quanto mais te dava mais tinha para te dar.


Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes!
e eu acreditava.
Acreditava,
porque ao teu lado
todas as coisas eram possíveis.
Mas isso era no tempo dos segredos,
no tempo em que o teu corpo era um aquário,
no tempo em que os meus olhos
eram peixes verdes.
Hoje são apenas os meus olhos.
É pouco, mas é verdade,
uns olhos como todos os outros.

Já gastámos as palavras.
Quando agora digo: meu amor...,
já se não passa absolutamente nada.
E no entanto, antes das palavras gastas,
tenho a certeza
de que todas as coisas estremeciam
só de murmurar o teu nome
no silêncio do meu coração.
Não temos já nada para dar.
Dentro de ti
não há nada que me peça água.
O passado é inútil como um trapo.
E já te disse: as palavras estão gastas.

Adeus.

Eugénio de Andrade

Mais um teste inútil

Does someone have any news?

A primeira pedra*

"Quando lhe atirarem uma pedra, faça dela um degrau e suba...

Só depois, quando tiver uma visão plena de toda a área, pegue outra pedra, mire bem e acerte o crânio do cabrão que lhe atirou a primeira."
Sempre achei que assim seria o modo mais correcto de agir, embora raramento o pratique...
P.S - A ilustração fantástica é da autoria do meu menino.
*Também se aplica à expressão "dar a outra face"... é o tanas que dás!

Oração

SENHOR, dai-me sabedoria para entender alguns colegas, porque se me dais força, parto-lhes a cara!!!

Estórinha lamechas!

Um dia o amor virou-se para a amizade e disse:
- Para que existes tu se já existo eu?
A amizade respondeu:
- Para repor um sorriso onde tu deixaste uma lágrima.

Viver é aprender

Começo a aprender (ou será a habituar-me?) a viver sozinho...

Duplo prazer

Hoje presenteei-me com um duplo prazer. Peguei nas minhas manas e fomos ver o filme "O Perfume - História de um Assassino" - obviamente que não em Setúbal...

Adorei esta noite por várias razões:
Porque pela primeira vez saímos só nós, sem qualquer espécie de "emplastros ou sucedâneos", algo que nunca tínhamos feito antes e já cá andamos juntos, os três (aqui nas fotos em fases distintas da nossa vida em conjunto), há quase 28 anos;Depois porque o filme foi lindo, fantástico e maravilhoso, não desiludindo com as espectativas que criei sobre ele, apesar da crítica intelectualóide dos jornais não ter sido a mais simpática - preconceitos com o tornar best sellers em blockbusters, "cheira-me"!Não falarei muito sobre o filme, porque já existe na net muito por onde ler sobre o mesmo, como aqui, por exemplo. Mesmo não concordando com o que se diz. Digo apenas que quem leu o livro não sai desiludido da sala de cinema, pois é bastante fiel à sua história original (pelo que me lembro, pois já li o livro há mais de uns 10 anos). Cenários, figurinos, ambientes, banda sonora, tudo está feito para nos tentar passar o que é impossível por uma tela de cinema: o cheiro. Ainda assim, o realizador esteve perto nalgumas cenas; se Patrick Süskind o fez magistralmente com as palavras, Tom Tykwer conseguiu-o, por vezes, com as imagens. A não perder!

E quanto às saídas com as minhas irmãs, vamos tentar repetir a experiência mais vezes, ficou prometido uma sessão destas por mês. Vamos lá a ver se conseguimos, sem que nos façam muita resistência!

sábado, novembro 25, 2006

Pika's Travels

One more time, Pika is flying around the globe.
Neste momento deves estar a apanhar o avião, não tive tempo de te abraçar e dizer-te "até breve!"... :-(
"Vemo-nos" num msn por aí. Espero que, para onde vais, esse tipo de coisas existam! (eh eh eh)
Beijos e boa sorte nesta tua nova aventura oriental.

sexta-feira, novembro 24, 2006

Hoje o dia acordou assim

E parece que vai fazer uma directa até terça-feira...
Eu gosto destes dias de mau tempo, mas fechadinho em casa, a vê-lo da janela.
Agora, não assim, a ter de andar no meio do caos em que as cidades se transformam por sua causa.
Dias assim sabem a meias grossas, a edredon no sofá, a filmes na t.v. e a pipocas feitas no micro-ondas... e eu aqui a "trabalhar"!
(cof, cof)

De volta aos testes inúteis

Retomando uma antiga tradição, aqui vai mais um resultado de um teste inútil:

Seu quarto mostra quem você é?
Para o psicólogo Samuel Gosling, ele revela traços de sua personalidade. Faça o teste abaixo e confira. Comece clicando sobre o quadro dependurado na parede
Resultado: Consciente
Organização parece ser seu lema de vida.
Segundo o psicólogo americano Samuel Gosling, este costuma ser o perfil de quem é muito racional e vive em constante duelo entre suas emoções e sua razão.
O importante é saber dosar as duas coisas para que essa 'assepsia' não signifique um problema em sua vida.

Frase do dia

"A designer knows he has achieved perfection, not when there's nothing left to add, but when there's nothing left to take away."*
Antoine de Saint-Exupery

Sempre gostei muito desta frase, tanto que penso ser a segunda vez que a coloco aqui!
Já nem me lembro onde a li pela primeira vez, mas concordo plenamente com o seu autor.
Tento fazer dela uma máxima no meu trabalho no dia-a-dia.
Quando estou de volta de um trabalho que já não tem ponta por onde se pegue, recorro a ela.
Às vezes chego perto dessa perfeição, mas a maior parte das vezes nem por isso... é dificil!
(malditos clientes!)

** Tradução (muito) livre: Um designer sabe que alcançou a perfeição, não quando nada mais há a acrescentar, mas sim quando nada mais há a retirar.

segunda-feira, novembro 20, 2006

Parabéns Kikas!

Na passada sexta-feira dia 17/11 o meu querido sobrinho André fez 7 aninhos! (mais uma razão para eu me sentir velho, ainda ontem estava a mudar-lhe as fraldas...)

Foi uma excelente oportunidade para juntar toda a família, como há já algum tempo não estávamos todos. Todos, refiro-me ao núcleo central dos meus manos (quatro!) e a minha mãe, mais respectivos emplastros e rebentos. Uma mesa cheia, 14 pessoas, grande famelga esta!
Foi também bonito, porque houve um primeiro passo para um entendimento mais pacífico entre duas pessoas que nem se falavam... houve direito a um aperto de mão! Small steps...

Mas o que eu gostei mais do jantar foi, principalmente, porque adoro estar com os meus sobrinhos! Como gostei muito, quis deixar o testemunho.

sábado, novembro 18, 2006

Hauru no ugoku shiro

Um ano e um mês depois de ter estreado em Portugal, tive a oportunidade de ver, numa sala de cinema (em Setúbal), o filme, do realizador nipónico Hayao Miyazaki, "O Castelo Andante”, em inglês “Howl's Moving Castle" ou ainda na versão original “Hauru no ugoku shiro”. Não tive oportunidade de escolha, vi na versão original, em japonês, legendada em português – o que talvez até tenha sido melhor pois assim mantive-me mais perto da génese.

Para saberem ao certo a história deste filme poderão, por exemplo, ver aqui, e escuso de repetir o que outros já escreveram.

Do realizador apenas me lembro, e mal, da série infantil que via em miúdo: "Conan, o rapaz do Futuro", ou seja, no que toca a opinião previamente formada, fui praticamente a zero.

Esteticamente não tenho nada a apontar de negativo, pelo contrário, numa época em que pululam os filmes de animação em 3D (os quais eu sou também um grande fã), ver que alguém ainda se ocupa, e bem, com a arte do filme de animação tradicional é uma surpresa!

O filme é bonito pelos cenários meticulosamente preenchidos, por toda uma estética profusa, abundante e preocupada em nos encher os olhos de mil e uma coisas. Durante os cerca de 120 minutos o meu olhar não parou de percorrer toda a tela, para não perder pitada do que ali se passava. As imagens da cidade, as paisagens no campo, todos os cenários do interior e exterior do castelo, o quarto do Howl então é soberbo (imagem), enfim, tudo é mágico!Uma outra cena que me deixou vidrado no ecrã é aquela em que Sophie, a protagonista, se olha ao espelho pela primeira vez depois de enfeitiçada pela Bruxa do Nada. Tecnicamente fantástica! Deixo aqui também uma imagem dessa cena.
Somos transportados para um universo de fábula mas onde encontramos todo o tipo de referências de uma Europa ora numa época da parisiense Belle Époque, ora da londrina Industrial Revolution e de referências a outras latitudes que nos lembram os quadros orientais com as suas paisagens montanhosas e os seus vales profusamente floridos.

A banda sonora também é mágica, assenta que nem uma luva no espectáculo visual que nos é apresentado. E é só!

De resto, a história em si e a profundidade das personagens é fraca, são deixados muitos buracos por preencher no enredo e sai-se da sala de cinema com a sensação que não se percebe muito bem o que o realizador quis contar. Não fosse pela riqueza visual do filme e ao fim da primeira meia hora quereríamos ir embora. Talvez se possa dizer do realizador que é um excelente técnico de animação mas um mediano contador de histórias, pelo menos nesta história em particular.Resumindo, valeu pela estética visual e pela banda sonora, perdeu pela história e pelas personagens. Ainda assim, é um filme a não perder (sempre podem ver em no DVD, caso não consigam vê-lo numa sala de cinema).

domingo, novembro 12, 2006

Ólueis Uátche Gude Muves

Fazendo justiça à imensa actividade cultural que existe em Setúbal, contrariando um pouco o meu post anterior, informo que vai decorrer durante as próximas duas semanas um ciclo de cinema na bela cidade Sadina, com alguns dos filmes que passaram entre Junho de 2005 e Junho de 2006 nas salas de cinema.

Aqui vai o programa:

De 13 a 22 de Novembro às 21:30h - Ciclo Um Ano de Cinema
Fórum Municipal Luísa Todi - Av. Luísa Todi, Setúbal
Dia 13
"De Tanto Bater o Meu Coração Parou", de Jacques Audiard com Romain Duris, Niels Arestrup.
Dia 14 "Edukadores", de Hans Weingarther com Daniel Brül, Julia Jentsch, Stipe Erceg.
Dia 16 "O Castelo Andante" - versão originalde Hayao Miyazakicom Chieko Baisho, Takuya Kimura.
Dia 17 "Match Point", de Woody Allen com Jonathan Rhys-Meyers, Scarlett Johansson, Brian Cox, Emily Mortimer.
Dia 18 "O Leopardo", de Luchino Visconti com Burt Lancaster, Alain Delon, Pierre Clémenti.
Dia 19 "Syriana", de Stephen Gahan com Jeffrey Wright, George Clooney, Christopher Plummer, Chris Cooper, Matt Damon.
Dia 21 "Infiltrado", de Spike Lee com Andy Lau, Tony Leung Chiu Way, Eric Tsang.
Dia 22 "Memórias de Uma Gueixa", de Rob Marshall com Ziyi Zhang, Michelle Yeoh, Ken Watanabe, Koji Yakusho, Li Gong.

Quero ir ver pelo menos, uns quatro, lá se vai o orçamento familiar em bilhetes de cinema!

Ah! É verdade, não está previsto que "O Perfume - história de um assassíno", passe tão cedo pelos programas das salas de cinema do burgo... é que ainda falta passar por aqui o "Maria Antonieta", por isso...

Das Parfum

Para os mais distraídos, estreou no passado dia 9 de Novembro (quinta-feira) a versão cinematográfica de um dos meus livros favoritos - O Perfume, de Patrick Süskind.
Mal posso esperar para ir vê-lo, mas como vivo a 40 km da Capital e Setúbal é praticamente uma pequena aldeia piscatória, numa província afastada no interior profundo de Portugal, só cá deve chegar daqui a uns dois meses, na melhor das hipóteses...
Enfim, lá terei de me deslocar até à civilização se quiser ver o filme em breve!
Para os que vivem na "grande maçã" portuguesa e que, como eu, leram o livro e o adoraram, não deixem escapar esta nova obra da sétima arte.
Bom proveito e se virem antes de mim, não me digam "o barco vai ao fundo e quem tem a jóia é a velha"!

domingo, outubro 22, 2006

6 meses

Esta semana que passou, precisamente na quarta-feira, dia 18 de Outubro, passaram-se seis meses desde que iniciei o estágio na ESE de Setúbal.

Saldo: Positivo!

Razões:
As minhas colegas Dina e Andrea, principalmente, que, mesmo nos dias piores, estão lá para dar força e animar!
Depois o edifício do Siza e os espaços verdes à sua volta;
A proximidade de casa (acabaram-se as viagens de autocarro para Lisboa e o "passe social" que me levava quase 1/3 do ordenado);
O desafio de trabalhar para uma entidade completamente diferente (de um museu de ciência passei para uma escola superior) e todas as implicações/complicações que isso trás;
Por ter voltado a sentir-me útil;
Por ter acabado com a sensação horrível de estar em casa a olhar para o tecto e de acordar todos os dias sem ter um sentido para o fazer;
Pelo dinheiro (apesar de receber mais de subsídio de desemprego, do que agora com o subsídio do estágio);

Por isto tudo e muito mais, tem valido a pena!

Mãe cibernética

Mudam-se os tempos...
As novas tecnologias têm destas coisas!
A minha mãe, do alto dos seus 60 anos, teve hoje esta conversa comigo via msn messenger:

"Mãe enviou 22-10-2006 23:06: kido
Mãe diz: Amo-te
E.H. - grph_diary.blogspot.com diz: :)
Mãe diz:
Tenho muito orgulho em ser tua mãe
E.H. - grph_diary.blogspot.com diz: Eu também te amo muito, minha melga favorita
Mãe diz: E em ti
E.H. - grph_diary.blogspot.com diz: E estás a dizer isso agora porquê?
Mãe diz: Porque se deve sempre dizer o que vai no nosso coração
Mãe diz: Um dia não vou mais dizer-to
Mãe diz: Então tenho que te dizer enquanto cá estou
E.H. - grph_diary.blogspot.com diz: Ai, que conversa mais parva
E.H. - grph_diary.blogspot.com diz: :-S
Mãe diz: Não é nada kido
Mãe diz: Amo-te mesmo buéeeeeeeeeee"


É mesmo muito à frente, ter uma mãe assim, toda cibernética, que me diz "kido, amo-te bué"!
Parece que estou a falar com o meu sobrinho e não com a minha mãe!!
Deixou-me um sorriso nos lábios e uma lágrima a querer sair...
Também te amo muito.

sábado, outubro 14, 2006

Sexta-feira 13

Ontem foi sexta-feira 13 e não tenho nada de especial a assinalar...
Devo estar imune a essas más vibrações , por viver com um gato preto lindo (e chato que só quer mimo e atenção; e que me acorda cedo a miar à porta do quarto porque está farto de passar a noite sozinho; e quer ir brincar, parece os putos) que me protege! :-)

sexta-feira, outubro 13, 2006

A pedido de uma menina entediada, aqui vai!

Chiça! Há muito que não escrevo aqui, realmente!
A minha vida estes últimos dois meses tem sido um lufa-lufa que nem vos digo!
Muito trabalho (abertura do ano lectivo na ESE de Setúbal), mais os frellas, mais as obras em casa... enfim, um corropio!
Deixo-vos apenas dois dos meus últimos "filhos", a Agenda ESE 2006/2007 e a imagem gráfica da peça "As Aventuras de João Sem Medo" para o TAS - Teatro Animação de Setúbal.
Aguardam-se comentários, aos trabalhos, claro!



sábado, agosto 26, 2006

Ser designer é...

Por vezes é mesmo isto que sinto na pele.
Já não me lembro como é que este texto chegou às minhas mãos pois já o tenho para aqui há algum tempo. Hoje resolvi publicá-lo. Aqui vai:
«Ser designer
- É trabalhar em horários estranhos (tal como as putas)
- É pagarem-nos para fazer o cliente feliz (tal como as putas)
- O cliente às vezes até paga muito, mas o nosso patrão fica com quase tudo (tal como as putas)
- O nosso trabalho vai sempre além do expediente (tal como as putas)
- Somos recompensados por realizar as ideias do cliente (tal como as putas)
- Os nossos amigos distanciam-se e só andamos com outros iguais a nós (tal como as putas)
- Quando vamos ao encontro do cliente temos que estar sempre apresentáveis (tal como as putas)
- Mas quando voltamos parecemos saídos do Inferno (tal como as putas)
- O cliente quer sempre pagar menos e que façamos maravilhas (tal como as putas)
- Quando nos perguntam em que é que trabalhamos, temos dificuldade em explicar (tal como as putas)
- Se as coisas dão errado é sempre culpa nossa (tal como as putas)
- Todos os dias ao acordar dizemos: 'NÃO VOU PASSAR O RESTO DA MINHA VIDA A FAZER ISTO' (tal como as putas)»

quarta-feira, agosto 16, 2006

Tu es ma rose avec des épines

Há dias assim, em que amaldiçoamos o dia em que ele nos brindou com a sua seta...
Os deuses divertem-se a brincar com os humanos mas, no final, quem se entala é o mexilhão!
Quando for grande, quero ser uma pedra estéril, fria e inquebrável.

sexta-feira, agosto 11, 2006

11 anos num Farol

Ontem fui jantar a Lisboa com os meus amigões do peito, o Zé e a Rita. Gostei muito de estar com eles. Há já algum tempo que não estávamos só nós os três e foi simpático. Juntos fomos os "faroleiros" de serviço, durante os dois anos seguidos em que partilhámos um apartamento em Tomar.

A história da expressão "12 anos num farol", que já mencionei num post anterior, vem de um episódio que vimos juntos, de uma britcom qualquer, onde um jovem casal já não se suportava de tanto tempo que passava junto. A piada era estarem tão fartos da convivência mútua, que parecia estarem juntos há 12 anos, fechados num farol (imaginem-se viver sempre com a mesma pessoa, durante 12 anos seguidos, confinados num farol).

Enfim, na altura achámos graça a esta imagem absurda, principalmente porque por vezes era a sensação que tínhamos uns com os outros, tanto era o tempo que passávamos juntos, chegando a ponto de nem sequer suportarmos ver as caras uns dos outros. Depois íamos a casa dos pais durante o fim-de-semana e essa sensação passava!

Entretanto acabámos o curso, cada um seguiu o seu percurso de vida mas nunca perdendo os laços que criámos nesses tempos. Agora estamos diferentes desse tempo que já parece tão longe mas continuamos a apreciar a companhia uns dos outros e, mais importante, continua a fazer sentido encontramo-nos - é porque, de uma maneira ou de outra e apesar das nossas diferenças, ainda existem interesses em comum que nos unem.

No próximo mês de Setembro fará 11 anos desde que nos conhecemos. Estamos cada vez mais perto da data dos "12 anos num farol", continuamos a gostar de estar juntos e isso é óptimo!

Tempus fugit... e de que maneira!

Tu es ma rose

Ontem, no final da noite, o meu amor presenteou-me com um boneco do "Principezinho". Igualzinho ao desta imagem. Gostei muito! Mesmo!
Lembrei-me vagamente desta linda história de Saint Exupéry e duma das mais importantes lições sobre o amor que alguma vez já li (uma lição muito romântica e positiva):

"C'est le temps que tu as perdu pour ta rose qui fait ta rose si importante." - Le Petit Prince, Capítulo XXI (deixo o original em francês, porque em francês parece mais bonito ainda).

O Principezinho vive com a sua rosa uma história de amor difícil. A sua rosa é caprichosa, orgulhosa e não muito modesta. Ela exige que a alimentem quando tem fome, que a protejam com o pára-vento por causa das correntes de ar e com a redoma de vidro quando tem frio. E o Principezinho executa todas essas tarefas de boa vontade, até que um dia essa situação o começa a deixar muito chateado e então decide partir, para conhecer o Universo, deixando a sua rosa para trás.
Mas é nessa viagem que vai aprender aquilo que se torna o mais importante para ele, o amor que tem pela sua rosa. No capítulo XXI do livro, quando encontra uma raposa que se torna amiga dele, têm esse diálogo fantástico:

“- Adeus, disse a raposa. Eis o meu segredo. É muito simples: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos.
- O essencial é invisível para os olhos, repetiu o Principezinho, a fim de se lembrar.
- Foi o tempo que perdeste com tua rosa que fez tua rosa tão importante.
- Foi o tempo que eu perdi com a minha rosa... repetiu o Principezinho, a fim de se lembrar.
- Os homens esqueceram essa verdade, disse a raposa. Mas tu não a deves esquecer. Tu tornas-te eternamente responsável por aquilo que cativas. Tu és responsável pela rosa...
- Eu sou responsável pela minha rosa... repetiu o Principezinho, a fim de se lembrar.”


Recordo assim, porque te amo, porque tu és "a minha rosa", mesmo caprichosa, orgulhosa e não muito modesta, mas és "a minha rosa"! E és tu que és especial porque é a ti que dedico o meu tempo, porque foste tu que me cativaste.
Amo-te muito

quarta-feira, agosto 09, 2006

Pelo poder do prisma lunar!

Que bom! A "minha" Sailor Moon voltou a cruzar a minha estrada.
As voltas que a vida dá, e nos dá, fez com que esta semana tivesse reencontrado uma querida amiga dos tempos de Tomar, através de um e-mail que me enviou.
É uma amiga muito especial, porque com ela passei alguns dos momentos únicos e irrepetíveis (que não vêm aqui para o caso) da minha vida enquanto projecto de adulto em crescimento.
Foram, sem dúvida os meus melhores anos, os de Tomar, pois não haviam as duras responsabilidades e realidades da vida de adulto, haviam só as partes boas dessa nova fase da vida que começavamos a explorar!
Passaram-se entretanto cinco anos desde a última vez que estive com ela.
Hoje voltarei a vê-la em "carne e osso", mal posso esperar para meter a conversa em dia.
:-)

terça-feira, agosto 08, 2006

Parabéns à mãe

Topo Gigio
Este era o boneco favorito da minha irmã, mãe do aniversariante Guilherme, em pequena.
Porque não só os rebentos estão de parabéns nestes dias, mas também as mães que os metem neste mundo, aqui te deixo este pequeno presente.
Beijos mana e que o teu reguila te dê sempre só coisas boas e motivos de felicidade!
És a mãe mais babaderrimíssima que conheço!!!
Eh eh eh

O que me faz sentir velho - Parte III

O meu sobrinho Guilherme (o sétimo, por ordem de nascimento) completa, hoje dia 08/08/2006, um ano de vida!!!!
Ainda ontem fui ver a minha irmã à maternidade...
Aqui, nesta foto que eu adoro, está ele com o Gonçalo (o meu oitavo sobrinho, pela mesma ordem mencionada), que faz seis meses daqui a seis dias, a 14 de Agosto.
Que ar de anjinhos, não?
Parabéns Gui!

sábado, agosto 05, 2006

What I love most in your body

Parte I – Introdução
De entre os muitos filmes que me têm tocado de alguma maneira, o “Paciente Inglês” é com certeza um deles.
É-o por muitas coisas, pela época, pela aventura, pelo romance proibido, pelo facto de haver um livro de "apontar a vida" (o livro onde ela repetia as pinturas rupestres, pintadas nas paredes da gruta Cave Of Swimmers
e onde lhe deixa escrito os seus últimos pensamentos enquanto esperava que ele chegasse para a socorrer; livro esse um pouco semelhante aos meus antigos diários gráficos, agora passados a formato digital neste blogue), pela história de amor – todas as histórias de amor são bonitas, especialmente se trágicas e com um final infeliz; finais felizes não existem, escreve o meu eu céptico. Que “grande-e-para-sempre-feliz-amor” resiste à vidinha do dia-a-dia? Adiante...
É-o principalmente porque foi nele que vi, pela primeira vez, uma referência à mesma adoração que tenho por uma certa zona do corpo, que como o protagonista, também eu nunca soubera como se chamava (eu chamava-lhe a “covinha abaixo do pescoço”).

É na cena em que os dois amantes, Almásy (Ralph Fiennes) e Katharine (Kristin Scott Thomas), estão deitados na cama e falam sobre que partes do corpo vão tomar um do outro. Ele escolhe precisamente essa zona, a que mais gosto. O diálogo, apesar de nada de brilhante, é lindo numa cena que tudo deve à excelente interpretação de ambos os actores. Diz ele:
“I claim this shoulder blade... no, wait, I want... turn over... I want this, this... this place. I love this place, what's it called? This is mine. I'm going to ask the King permission to call it the Almásy Bosphorus."
E foi assim que, desde esse dia, a minha “covinha abaixo do pescoço”, passou a ser o meu “Bósforo”, muito mais giro!

Parte II – O Bósforo
Um destes dias, estava a deambular pela Internet e encontrei na Wikipedia a entrada que dizia respeito ao Bósforo e lembrei-me do “meu” Paciente Inglês e a minha zona do corpo preferida.

O Bósforo (em turco İstanbul Boğazı, em grego Βόσπορος) é um estreito que liga o Mar Negro (em cima) ao Mar de Mármara (em baixo) e marca o limite dos continentes asiático (à direita) e europeu (à esquerda) na Turquia. O seu nome significa "passagem do boi" de Βοῦς (boi) e πόρος (passagem) e refere-se à história de Io, jovem amada por Zeus, transformada por ele em boi, e perseguida por uma mosca sugadora de sangue enviada por Hera, ciumenta.
Foto: Estreito de Bósforo: Onde a Ásia e a Europa se cruzam.
Fonte: NASA Earth Observatory – Earth Observations Laboratory, Johnson Space Center, tirada pela tripulação da Estação Espacial Internacional, a 16 de Abril de 2004.

Parte III – O Entalhe Supra Esternal
Depois resolvi ir mais longe na minha investigação e procurar a verdadeira designação que é dada a essa zona do corpo. Mais uma vez, o filme ajudou, num diálogo entre Almásy e Maddox:
“Almásy - Um, Maddox, that place... that place at the base of a woman's throat, you know, the hollow, here. Does it have an official name?”
Maddox não responde logo, só umas cenas depois, praticamente, se “mal me lembro”, no final do filme. Diz-lhe:“Maddox - In case you're still wondering, this is called a suprasternal notch."
Novamente na Wikipedia, procurei então a definição desse tal “suprasternal notch”.O Entalhe Supra Esternal (Incisura jugularis sternalis) também conhecido como Entalhe Jugular, diz respeito à anatomia humana e é a concavidade visível onde o pescoço se junta com o esterno. Está localizado no topo do esterno, onde as clavículas se encontram.

Parte IV – Conclusões
Achei bastante interessante a relação que se pode estabelecer entre a zona do Bósforo e o Entalhe Supra Esternal. Temos assim, na zona do Bósforo, o mar Negro (em cima – o pescoço) que se junta ao mar de Mármara (em baixo – o esterno); é também o local onde a Ásia e a Europa se encontram, marcando o limite dos continentes asiático (à direita) e europeu (à esquerda), a clavícula direita e a clavícula esquerda, respectivamente.

Nada é ao acaso, prova-se mais uma vez!

Ainda assim, essa zona continuará a ser sempre, para mim, o meu “Bósforo”, muito mais romântico que “Entalhe Supra Esternal”. A ciência tem destas coisas… explica-nos tudo, mas é tão fria!

quarta-feira, agosto 02, 2006

Carro fetiche

Sim, é este mesmo!
É um dos meus carros fetiche, o VW Golf Cabrio I - Classicline.
Sempre achei piada a este carro, nesta mesma versão, assim clássico, quadradão e preto.
Transmite-me uma ideia de romance e aventura, um carro que se pode encher de tralha e dar umas voltas por aí. Assim, meio empoeirado, cheio de coisas no banco de trás.
Enfim... aqui fica mais uma sugestão para presente de Natal!

Uma voz doutro tempo

Hoje fui presenteado com uma jóia preciosa.
Se tiverem a oportunidade ouçam esta senhora com "S grande" - Madeleine Peyroux.
O pouco que ouvi dela (por enquanto), deixou-me completamente rendido.
É uma autêntica caixa de surpresas, dizem que é uma "old soul", com um blues na voz que vem directamente do passado.
O mais surpreendente ainda é o facto de se tratar de uma intérprete tão nova e, pasme-se, branca!
A minha primeira pergunta depois de a ouvir foi: "Mas ela é de agora?!?!"
Se quiserem saber mais sobre este génio vocal, é só ir aqui.
Obrigado Vera!

sexta-feira, julho 28, 2006

Benção divina

É sempre bom solicitar!
Obrigado Photoshop, por estares sempre presente quando és necessário!
;-)

Why did the granny cross the road?

Jovem, já fizeste a tua boa acção do dia?

Moda Verão 2006

Ora aqui está uma boa ideia para estampar em t-shirts a usar neste Verão. Foi mais um achado nas minhas deambulações internéticas.
Gostei das frases (clicar nas imagens para as conseguir ler), subscrevo-as em pleno!
Talvez estampe umas quantas para mim.
Não, ainda não me passou a neura dos óculos...

Gritar, gritar, gritar!

Não, não se trata de uma referência ao slogan de um anúncio a pensos higiénicos! É mesmo o que me apetece fazer neste momento. Ele há dias que mais valia estar quieto na cama.
Acordei com o pulso aberto e cheio de dores. Depois, no caminho para o trabalho, corri meia cidade para encontrar uma farmácia aberta e que me vendesse uma banda elástica para o pulso. Foi à quinta tentativa!
Agora, depois de almoçar, resolvi limpar as lentes dos óculos, pois já estava com uma visão tipo Londres em dia de nevoeiro cerrado, acabei por partir a armação ...
Arrrrrrrrrrrghhh!!!!!

Para acabar de vez com os testes inúteis

Prakékeserve um teste inútil?
Para colocar em blogues inúteis...
Ainda assim, deixo aqui a última maratona de testes.
Apesar da comprovada natureza científica destes testes, eles não servem para qualquer estudo da minha personalidade.

What Gender Is Your Brain?
Your Brain is 80% Female, 20% Male

Your brain leans female.
You think with your heart, not your head.
Sweet and considerate, you are a giver.
But you're tough enough not to let anyone take advantage of you!
How Sarcastic Are You?
You're Totally Sarcastic
You sarcastic? Never!
You're as sweet as a baby bunny.
Seriously, though, you have a sharp tongue - and you aren't afraid to use it.
And if people are too wimpy to deal with your attitutde, then too bad. So sad.
How Open Minded Are You?
You Are 80% Open Minded
You are so open minded that your brain may have fallen out!
Well, not really. But you may be confused on where you stand.
You don't have a judgemental bone in your body, and you're very accepting.
You enjoy the best of every life philosophy, even if you sometimes contradict yourself.
How Lucky Are You?
Your Luck Quotient: 52%
You have an average luck quotient.
There's been times when you've been extremely lucky... but also times when you've been very unlucky.
You probably know that you can make your own luck in life, if you're open to it.
So listen to your intuition as much as you can.
It's right more often than you might expect.
Which of the X-Men Are You?
You Are Jean Grey
Although your fate is often unknown, you always seem to survive (even after death).
Your mind is your greatest weapon, literally!
Powers: telepathy and telekinesis, the ability to project thoughts into the mind of others, communication with animals.
How Brutally Honest Are You?
You Are 48% Brutally Honest
Honesty is important to you, but generally, you try not to be brutal about it.
You'll sugar coat the truth when you need to... and tell a white lie when necessary.
Are You Hot?
You Are Super Spicy
You're a little bit crazy, a little bit naughty, and a whole lot of sexy.
You go beyond hot - you set people's senses on fire!
What Is Your Seduction Style?
Your Seduction Style: The Charismatic
You're beyond seductive, you're downright magnetic!
You life live and approach seduction on a grand scale.
You have an inner self confidence and energy that most people lackIt's these talents that make you seem extraordinary - and you truly are!
Are You A Gentleman?
You Are 72% Gentleman
You are definitely a gentleman.
You're very considerate and you have excellent manners.
Occasionally, you slip and do something foolish... but usually no one notices!

quinta-feira, julho 27, 2006

O que é que faz um bom designer?

Não podia concordar mais com esta quote que encontrei nas minhas surfadas pela net:
"A designer knows he has achieved perfection, not when there's nothing left to add, but when there's nothing left to take away."
Antoine de Saint-Exupery

Última incursão

"Only the one
who hurts you
can comfort you
Only the one
who inflicts the
pain can take
it away."
Madonna, Sex Book.

As grandes mentiras

Mais uma incursão ao "Sex Book".

The big lies:
"I love you" - Everybody loves you when they are about to come.
Then there's:
"I won't come in you" - That's the biggest lie. Believe that one and you'll buy the Brooklyn Bridge.
Then there are guys who say:
"I have never fantasized about being with a man." - They are lying. And the least offensive men I've been with, in terms of their sexual politics and how they view me, either slept with men or, at least, kissed or held a man once. It opens up your thinking.You don't think that women are less than you are.
And of course there's:
"This won't hurt a bit."

Ora toma lá e embrulha!

Andei a revisitar o (muito bom) "Sex Book" da Madonna e encontrei esta frase.

O que me faz sentir velho - Parte II

Nasceste num domingo!
E hoje é o teu 10651º dia neste mundo!
Obrigado mana por mo lembrares! :-S
Imaginem se um bolo de aniversário levasse as velas correspondentes aos dias de vida e não aos anos!!! Não haveria fôlego que durasse para as apagar!

O que me faz sentir velho - Parte I


O facto da data "12 anos num farol" estar próxima!

Até que enfim, uma boa notícia!

We're in the Money
Esta música foi escrita na altura da Grande Depressão dos E.U.A. (década de 1930). A letra, que fala de optimismo em tempos de crise, foi escrita por Al Dubin, a música é de Harry Warren e foi cantada por Ginger Rogers no filme de 1933 "Gold Diggers of 1933".

Lembrei-me de a deixar aqui, depois de ter recebido a boa notícia de que a minha transferência foi aprovada. Quer-me parecer (quero acreditar) que melhores dias virão!

"Gone are my blues,
And gone are my tears
I've got good news
To shout in your ears
The silver dollar has returned to the fold,
With silver you can turn your dreams to gold.

We're in the money, we're in the money;
We've got a lot of what it takes to get along!
We're in the money, that sky is sunny,
Old Man Depression you are through, you done us wrong.
We never see a headline about breadlines today.
And when we see the landlord we can look that guy right in the eye
We're in the money, come on, my honey,
Let's lend it, spend it, send it rolling along!"

segunda-feira, julho 24, 2006

Mais um teste inútil – Parte IV

Agora é que avisam?
Depois de anos e anos a queimar as pestanas a estudar arte e design, história de arte, design gráfico, web design e coiso, venho a saber que devia ter ido para filósofo… O que vale é que já um na família e chega!
Deve haver um Numerus Clausus por família, certo? É que se assim for, justifico a minha escolha!
Em todo o caso, deixo na mesma os resultados do teste.

What is your Perfect Major?
You scored as Philosophy. You should be a Philosophy major! Like the Philosopher, you are contemplative and you enjoy thinking about the purpose for humanity's existence.
Philosophy 100% Sociology 92% Dance 83% Art 83%
English 75% Psychology 75% Theater 75% Linguistics 75%
Engineering 75% Mathematics 67% Journalism 67%
Anthropology 50% Chemistry 50% Biology 50%

NOTA: Gosto dos 83% de Dança. Poderia ter sido o novo Rudolf Nureyev! Já viram? Um talento que se perdeu para a dança, mas que o design gráfico tem a agradecer... (cof cof)

quinta-feira, julho 20, 2006

My OST for now

Hoje ouvia esta música, sempre que me metia dentro do carro e ligava o rádio. Foi de manhã, na ida para o trabalho e depois no final do dia, no regresso - coincidências, ou o facto de a RFM parecer um disco riscado?

Enfim... aparte disso, nunca liguei muito ao James Blunt, a voz dele irrita-me um pouco. Mas hoje prestei atenção à letra e as lágrimas vieram (é tão bom chorar).

Continuo a não gostar da voz dele, mas parabéns pela letra. Aqui está ela:
James Blunt - Goodbye my lover
Did I disappoint you or let you down?
Should I be feeling guilty or let the judges frown?
Cause I saw the end before we'd begun,(...)
You touched my heart you touched my soul
You changed my life and all my goals
And love is blind and that I knew when,
My heart was blinded by you
I've kissed your lips and held your head
Shared your dreams and shared your bed
I know you well, I know your smell
I've been addicted to you (...)
I am a dreamer but when I wake,
You can't break my spirit - it's my dreams you take (...)
I've seen you cry, I've seen you smile
I've watched you sleeping for a while (...)
I know your fears and you know mine
We've had our doubts but now we're fine,
And I love you, I swear that's true
I cannot live without you (...)
And I still hold your hand in mine
In mine when I'm asleep (...)


Versão integral aqui

sábado, julho 15, 2006

14 Julho 2006

Se fosses vivo farias 36... já lá vão 10 anos.
Um beijo grande, daqui para onde quer que estejas.