quinta-feira, março 22, 2007

Filosofia Simpsoniana

Hoje usei umas das minhas séries de animação favoritas como resposta a alguém que estava algo inseguro com o seu trabalho (porque havia outros fulanos que eram espetaculares e tal e que ele ao pé deles se sentia um "zero").

Ontem num dos episódios dos Simpsons o Homer dizia ao Bart: "Quando eras pequeno eu dizia-te que nos devemos esforçar sempre e darmos o nosso melhor nas coisas em que nos metemos"... e continuou: "Agora que já tens 10 anos posso dizer-te que por mais que te esforces, que te dediques e por muito bom que sejas naquilo que fazes, haverá sempre, pelo menos, um milhão de pessoas a fazê-lo melhor que tu". O Bart, depois de ter pensado uns segundos sobre o conselho realista (mas nada encorajador) do pai, disse: "Então, nem vale a pena o esforço, se não consegues ser o melhor, nem te dês ao trabalho de tentar..."

A dedução do Bart é típica dele (de um mandrião) e de quem gosta de se resignar e não crescer enquanto pessoa, enquanto profissional e enquanto tudo e tudo e tudo! É claro que vale a pena o esforço e tentar sempre dar o nosso melhor.

Ok, lets face it, há tipos melhores que nós e... so what? Isso não significa que sejamos maus naquilo que fazemos... e depois, de certeza e seguindo a mesma linha de raciocínio, haverá também muito mais gente pior que nós! ;-)

Sem comentários: