domingo, setembro 16, 2007

No meu mail, outro dia

Desculpem-me as mentes mais conservadoras e susceptíveis de se chocarem, mas achei tanta graça a este email que não resisto a colocá-lo aqui. Já o recebi a alguns dias, mas só agora resolvi partilhá-lo convosco. Aqui vai:
"Quando vos mandarem ir fo...., aceitem, mas exijam viajens pagas, porque não é perto :P Fica junto a Estocolmo na Suécia."

Como eu sou um moço curioso, resolvi investigar a veracidade da coisa...
Ora, segundo a lista de cidades da Suécia que constam na Wikipedia (não é que seja a fonte mais fidedigna, mas sempre é alguma coisa), não existe nenhuma com esse nome... Hum! Começo a desconfiar! Resolvo prosseguir com a investigação - sim, é isso mesmo, não tenho mesmo mais nada que fazer num sábado à noite.

Inicio as minhas pesquisas e encontro aqui duas empresas Suecas, a saber: SVENSKA FODER AB, sedeada em Hällekis e SVENSKA FODER, sedeada em Lidköping também na Suécia. Trata-se de uma mesma empresa, com fábricas nestes dois locais, que, tanto quanto me deu a perceber, produz rações para animais, vacas principalmente... (cof cof cof) Aqui encontram o site da empresa, para verem que não estou a inventar. Atentem à área de contactos (Kontakt) e vejam a terminação dos emails... lido em português é só rir (info@svenskafoder.se - seria qualquer coisa como "se vens cá f****").

Já num outro site existe a explicação de que a referida palvra, em sueco, refere-se a "(...) a unit of liquid capacity, about 942.12 liters (...)"

Prossigo e encontro ainda mais uma possível definição, aqui. Ou seja, pode ser uma arquitrave (parte do entablamento que assenta sobre os capiteis das colunas).

Mau! Em quê é que ficamos? É o nome de uma localidade, é nascer, é ração para animais, uma unidade de capacidade líquida, uma arquitrave?

Foi então que cheguei aqui, a um dicionário Sueco-Português onde encontrei o seguinte: födelse = nascimento / födelsedag = aniversário

Já estamos mais perto de alguma coisa... mas prossigo, não me dou por vencido, tenho de "desmascarar" esta fotografia - começo a desconfiar que se trata antes de uma fotomontagem

A grande ajuda chega com o Wiktionary, onde o primeiro encontro é com a palavra foder que significa 'alimento', mas é um termo dinamarquês, não sueco; daí sou levado até à palavra fodder que, no inglês, é o equivalente a 'alimento para animais/ração', ainda assim e mais uma vez, não é sueco; então, por fim, chego até föda, palavra derivada do antigo dialecto escandinavo (que deu origem às modernas línguas nórdicas: norueguês, sueco, dinamarquês, finlandês e islandês) e que em sueco quer dizer 'alimentar', 'alimento', verbo e substantivo respectivamente, ou ainda 'dar à luz/fazer nascer'. Reparem ainda que, no sueco, o verbo possui conjugações e declinações que têm alguma brejeirice na língua portuguesa.

Aqui páro, penso como é curioso que uma palavra, derivada do antigo escandinavo, significa em sueco algo tão inocente como 'alimento' ou 'alimentar' e que no português, derivado do latim futuere - o infinitivo do verbo futuo, significa algo completamente diferente e que quer dizer aquilo que vocês bem sabem, mas no sentido de penetrar e não no de ser penetrado, não façam confusão!

Ainda podíamos achar que os romanos andaram lá para os lados da antiga Escandinávia a fazer das suas, mas se nos lembrarmos até que ponto do globo o Império Romano se expandiu, mesmo no seu tempo áureo, constatamos que por lá não andaram, logo não deverá haver qualquer relação linguística entre estas duas palavras.

Mas teria sido engraçado, uma vez que, no sentido malicioso da coisa, acaba por andar tudo à volta da mesma ideia: estamos todos, latinos e escandinavos, a falar do mesmo, ou seja, de comida, ainda que de natureza diferente e administrada por diferentes orifícios do corpo.

Conclusão
Sendo a foto verdadeira, tratar-se-á provavelmente, não do nome de uma localidade sueca, mas tão somente de uma indicação de que para aqueles lados existe comida - seja ela para animais, ou para portugueses com a mania dos trocadilhos!

1 comentário:

Paulo disse...

Bom, grande investigação. Eu recebi o mesmo email e não fui tão longe na pesquisa... Reparei que era uma palavra relativamente comum, mas nada de mais. Obrigado pela informação toda!