sexta-feira, agosto 31, 2007

Diana e Pegada

Fez hoje 10 anos que Diana morreu, essa mesmo, a princesa do povo, aliás, eu diria mesmo "A" Princesa. Nas televisões por todo o lado não se fala de outra coisa, até farta!
É documentários, mini-séries, entrevistas, reconstituições históricas, comentadores por todo o lado, até o ex-ministro Jorge Coelho andou a opinar num programa absurdo, apresentado por Maria Elisa na RTP1 e que ainda assim não me impediu que ficasse colado ao écran.
Só tive pena de ainda não ter sido desta vez que consegui ver o filme "A Rainha", que deu o Óscar de Melhor Actriz em 2007 a Helen Mirren pela sua, contam-me, brilante interpretação. Fica para a próxima!
Bem, estou a falar disto porquê?
Porque no dia em que Diana morreu, precisamente num domingo há 10 anos atrás, encontrava-me em Tomar - a bela cidade Templária - a passar um dos melhores e piores fins de semana da minha vida.
Estava com a pessoa que se tornara a causadora do meu primeiro e grande desgosto amoroso. Sim, era um daqueles, mesmo trágico e, agora visto com a distância do tempo, igualmente ridículo, que me levou a pegar numa mão cheia de comprimidos, numa garrafa de whiskey e equacionar o suicídio porque, sem a pessoa amada, a vida de nada me servia.
Enfim, um romance trágico digno da melhor pena de Shakespeare!
Felizmente não tomei os comprimidos e o whiskey acabei por partilhá-lo com os amigos lá de casa - foi o melhor que fiz!
Quanto à ideia de suicídio, a dor, o não entender o porquê, acabou por passar. A mágoa também passou, o tempo é mesmo o melhor remédio para tudo.
O bom nisto tudo é que aprendemos com essas experiências, tornamo-nos mais fortes e resistentes às pauladas do amor ou daí, talvez não...
Hoje em dia somos "amigos", se é que se pode dizer isso de alguém que não se vê há anos e com quem se troca muito poucas palavras.
Na melhor das hipóteses, vamos seguindo a vida um do outro aqui pela blogosfera.

Mas como dizia mais acima, recordo sempre esta efeméride associada àquele fim de semana menos feliz. Por ter sido um fim de semana de lua-de-mel e de fel, de reencontro e de despedida, de um "adeus" e de um "até já", de um "gosto de ti, mas vou para longe e também não posso viver abertamente esse amor que tenho por ti...", resumindo, foi uma salada de coisas e uma grande incógnita.
Era um ponto de interrogação gigantesco que acabaria por transformar-se, mais tarde - bem depois, em Lisboa, num final de tarde para os lados do aquário Vasco da Gama - num simples ponto final.

Naquele domingo, há 10 anos atrás, lembro-me de acordar cedo, ir à cozinha, ligar a tv, ver as notícias e ficar incrédulo com o que estavam a noticiar. Lembro-me de ter pensado "uma princesa não morre, não, pelo menos assim não e muito menos 'A' princesa."

Todas as mortes são estúpidas, mas há umas bem mais que outras.
E a morte do nosso amor, essa também foi uma coisa muito estúpida.
Se me lês, talvez te lembres também.

quinta-feira, agosto 30, 2007

Incentivo

Ora aqui está uma musiquinha para começar bem o dia (obviamente, foi a primeira hoje, no meu musicovery).
O video que encontrei mais engraçado foi este, mas o importante é a letra:

Querem melhor incentivo para trabalharem arduamente até aos 125 anos?
Ou isso, ou acertar no Euromilhões, para se alcançar essa quantia... ok, ok, o mais fácil é dedicarem-se a algo ilícito, tipo tráfico de droga, prostituição, ir para deputado ou presidente de uma Camara Municipal, ou fazer tráfico de humanos, explorar crianças, coisas assim, que rendem muitos milhões com alguma rapidez e com pouco investimento.
Bom trabalho, o fim de semana está quase aí.

segunda-feira, agosto 27, 2007

Para começar

No meu musicovery, como já vem sendo habitual, ainda há pouco!
Que voz e que languidez! Amei!
Para quem ainda não conhece, Natacha Atlas é o nome desta voz.
A semana afigura-se desértica, mais uma vez...
Bom trabalho!

sábado, agosto 25, 2007

A Rainha do Nada

Vejam as novidades do moço,
muito em breve, aqui!

Vai ser o novo espaço on-line
com as peças criadas por ele,
informações e também
uma loja on-line.

Por enquanto sigam as novidades aqui.

A coisa promete!

Dia cinzento

Hoje o dia começou com chuva, muita, e cinzento.

A minha familia foi de férias para Monte Gordo, hoje de madrugada. Quando liguei a televisão, para ver o telejornal das 13h00, a notícia de abertura era "Cheias em Monte Gordo"... estamos em Agosto... quais as hipóteses de isto acontecer?
Pelos vistos, mais do que se supunha ser possível...
Já lhes liguei e está tudo bem com elas, chegaram lá bem cedo, fizeram a viagem toda debaixo de mau tempo, mas correu tudo bem.
Azar o mau tempo, para quem tirou uma semaninha para ir descansar para os Algarves.

Triste foi mesmo a notícia que recebi agora pelo msn, uma familia que conhecia, voltavam de férias de Espanha e tiveram um acidente mortal.
Eram um casal novo, na casa dos 30, com dois filhos, um menino e uma menina.
Ele, o pai, faleceu, a mãe e o menino estão ainda hospitalizados, a menina está fora de perigo...
Notícias assim são sempre tristes, mas quando conhecemos as pessoas o sentimento é ainda mais forte.

Por estranho que pareça, hoje acordei com imensa vontade de ouvir "In the Deep", de Bird York, que conheci pelo fantástico filme Crash.
Estava precisamente a ouvi-la quando recebi esta notícia que me deixou mais cinzento que o dia de hoje.

sexta-feira, agosto 24, 2007

Há séculos que não ouvia isto!

Ainda se lembram dela? Kim Wilde, uma pop star inglesa dos anos 80 - a melhor década de música, no sentido de música enquanto algo divertido, alegre e dançável, para mim.
Deu há pouco no meu musicovery, pouco antes de sair de mais uma semana de trabalho, igual a tantas outras... Será para acabar a semana em beleza, ou para começar o fim de semana em grande? (é convosco!)

Este é um hit de 1988, You Came, tinha eu 11 aninhos... agora sim, estou deprimido!
Bom fim de semana!

quinta-feira, agosto 23, 2007

Palavras generalizadas do dia

Vazio Oco Nada Ansiedade Vazio Oco Nada Ansiedade
Oco Nada Ansiedade Vazio Oco Nada Ansiedade
Aperto Oco Nada Ansiedade Vazio Oco Nada AnsiedadeVazio
Ansiedade Vazio Oco Nada Ansiedade
Oco Nada Ansiedade Vazio Oco Nada Ansiedade
Aperto Oco Nada Ansiedade Vazio Oco Nada
AnsiedadeVazio Oco Nada Ansiedade Vazio Oco
Nada Ansiedade Oco Nada Ansiedade Vazio Oco Nada
Ansiedade Aperto Oco Nada Ansiedade Vazio Oco
Nada AnsiedadeVazio Oco Nada Ansiedade Vazio
Oco Nada Ansiedade Oco Nada Ansiedade Vazio Oco Nada
Ansiedade Aperto Oco Nada Ansiedade Vazio
Oco Nada AnsiedadeVazio Oco Nada
Ansiedade Vazio Oco Nada Ansiedade
Oco Nada Ansiedade Vazio Oco Nada Ansiedade
Aperto Oco Nada Ansiedade Vazio Oco Nada Ansiedade

Afinal existe!

Não se trata apenas de uma expressão simbólica.
A Rua da Amargura existe mesmo, mas para usarmos correctamente a expressão "Andar pelas ruas da amargura" temos de ir para bem longe, pois esta fica na República Dominicana.
Encontrado aqui.

terça-feira, agosto 21, 2007

Back to work

Pois é, acabaram-se as mini, mini férias... e acabaram em grande!
Hoje de manhã, quando cheguei ao trabalho, começou com a seguinte selecção musical no meu musicovery:

Começamos muito In Love, pode ser um bom augúrio!
Ainda me fartei de rir com o ar hetero-duvidoso dos "bailarinos"(?) do primeiro grupo com o sugestivo nome "Boys Town Gang"...

sexta-feira, agosto 17, 2007

Dia não

Hoje de manhã uma "tia", loura e cinquentona, enfaixou-se com o seu Mercedes ClassA contra o "meu" carrinho velhinho .
A cacetada foi tal que o carrito ficou logo ali, não andou mais, teve de ir de reboque para o mecânico. O Mercedes, só pára-choques e ópticas.
O que vale é que ela deu-se logo como culpada (óbvio!) e tratou de tudo muito civilizadamente.
Por aqui, agora, vai começar-se a fazer exercício com muitos "passeios" a pé, até ter o carrinho de volta.
Há dias assim...

quinta-feira, agosto 16, 2007

Jailhouse Rock

Faz hoje 30 anos que o Rei do rock foi encontrado morto, vítima de um ataque cardíaco, na casa de banho da sua mansão Graceland, em Memphis, Tennessee.
Aqui, na imagem, um dos seus primeiros mega hits - Jailhouse Rock, que o imortalizou.
Se há coisa que me lembro desde miudo é, precisamente, esta efeméride porque nasci no ano em que o REI morreu. Ainda assim estivemos juntos neste planeta cerca de dois meses e meio. Não é que eu seja um grande fã, até gosto das suas músicas, mas lembro-me mais de Elvis, The Pelvis, porque faz parte do meu imaginário infantil, porque a minha mãe era uma super-fã que casou com um jeitoso, o meu pai, que até tinha qualquer coisa de Elvis look-alike. Depois recordo-me também as muitas vezes que os seus discos tocavam lá em casa; e o engraçado (sem ter tido muita graça na altura), já mesmo depois dos meus pais estarem divorciados, Elvis continuou a "viver" lá em casa.
Ainda hoje Elvis é um dos artistas que mais discos vende e factura milhões pelo mundo fora.
À sua frente só Kurt Cobain o , também falecido (Abril de 1994), vocalista dos Nirvana.
The King is still alive, rock it and roll it!

terça-feira, agosto 14, 2007

Tarot

Ok, isto é uma coisa que eu recebo por email, a qual subscrevi on-line, num site de uma empresa que provavelmente está nos E.U.A. e onde algum adolescente, cheio de borbulhas e com óculos fundo-de-garrafa, a trabalhar em part-time para ajudar a custear os estudos universitários, carrega nuns botões, com ajuda de um qualquer software que gera estes textos automática e aleatoriamente e depois os reencaminha para as nossas contas de email.
Mas o que é certo é que algumas vezes uma pessoa revê-se tanto no que lhe "calha" que até assusta! O meu hoje dizia assim:

Here's your Tarot Reading for AUGUST 14, 2007.
There's no use denying it, today you might feel as if a ton of bricks had fallen on you. With the Hermit and Death as your patrons, you're going to be overcome by a feeling of great loneliness. Even with plenty of people around you, it will feel as if you were the last person on earth. No doubt, these are the aftershocks of a breakup or a betrayal. You'll have to pull yourself out of this, regain your balance and rethink what you are going to do next.

In the professional sphere, you have a rather sad day ahead of you. Under the difficult influence of the Hermit and the Lovers, you're asking yourself lots of questions about your work environment or your career, and you have a tendency to shut yourself off from the others. You avoid company and withdraw into your shell. It's no wonder therefore that the keywords for the day are loneliness and isolation. This being the case, today is an opportunity for reflection and introspection, which is not necessarily a bad thing - as long as you ask yourself the right questions, of course!

segunda-feira, agosto 13, 2007

Post Secret

Ao visitar uma amiga do outro lado do atlântico, encontrei este post, sobre um dos meus blogs de eleição: "Post Secret" - frequento-o assiduamente todas as semanas, sempre que saiem novos post-secrets.
Faltam-me comprar os livros (se quiserem oferecer, estão à vontade)!
O vídeo é muito bom, com uma das minhas músicas favoritas, é uma apresentação sobre o projecto, vejam que vale a pena!

“There are two kinds of secrets:
those we keep from others,
and the ones we hide from ourselves.”
Frank Warren

Não consigo resistir a deixar de novo aqui a letra desta música fantástica.

Breath Me
Sia Furler

Help, I have done it again
I have been here many times before
Hurt myself again today
And the worst part is there's no one else to blame

Be my friend
Hold me, wrap me up
Unfold me, I am small and needy
Warm me up and breathe me

Ouch, I have lost myself again
Lost myself and I am nowhere to be found
Yeah, I think I might break
Lost myself again and I feel unsafe

Be my friend
Hold me, wrap me up
Unfold me, I am small and needy
Warm me up and breathe me

Be my friend
Hold me, wrap me up
Unfold me, I am small and needy
Warm me up and breathe me

sexta-feira, agosto 10, 2007

Pela boca morre o peixe

Pois é, já diz o ditado e é verdade... é oficial: estou de férias!
Pela primeira vez, na minha vida de adulto, que tenho férias em Agosto - não é mais que uma semana, mas já dá para o gasto.
Afinal, nem há dois meses que estou no novo local de trabalho e já tive direito a esta benesse.
Parece castigo, por ter escrito isto... Mas já que estou, vou aproveitar!

First music of the afternoon


Madonna - Like A Virgin

Like a virgin
Feels so good inside
When you hold me,
and your heart beats,
and you love me

First music of the day

No meu musicovery esta manhã:


Tina Turner - A fool in love - live in Sopot 2000

A Fool In Love
Ike Turner

There's something on my mind
Won't somebody please, please tell me what's wrong

You're just a fool, you know you're in love
You've got to face it to live in this world
You take the good along with the bad
Sometimes you're happy and sometimes you're sad
You know you love him, you can't understand
Why he treats you like he do when he's such a good man

He's got me smiling when I should be ashamed
Got me laughing when my heart is in pain
Oh no, I must be a fool
Cause I do anything you ask me to

Without my man I don't wanna live
You think I'm lying but I'm telling you like it is
He's got my nose open and that's no lie
And I, I'm gonna keep him satisfied

A wave of action speaks louder than words
The truest thing that I ever heard
I trust my man and all that he do
And I, and I do anything you ask me to

Novo endereço

Por motivos de ordem técnica, alheios à gerência, o URL (endereço) deste blog sofreu uma pequena alteração:

do antigo http://grph_diary.blogspot.com
passou para http://grphdiary.blogspot.com/

Como podem reparar, no final do menu do lado direito, adicionei algumas funcionalidades extra ao meu blog:

  • Agora podem receber os meus novos posts automaticamente na vossa caixa de correio, para tal basta subscreverem o serviço (é gratuito);
  • Podem subscrever Feeds deste espaço;
  • Podem fazer pesquisa directa no Google através do Graphic_Diary;
  • E por agora, fico por aqui, já coloquei tudo o que me lembrei que pudesse ser útil.

Como consequência destas novas funcionalidades instaladas, tive de mudar o endereço, para simplificar a coisa.
É só um tracinho, mas faz toda a diferença. Actualizem a informação.
Obrigado e desculpem qualquer transtorno.

quinta-feira, agosto 09, 2007

O instante

Two Men, Two Rooms - Arthur Tress, New York, 1977

Se duas pessoas que se amam deixam um instante que seja instalar-se entre elas, esse instante cresce - fica um mês, um ano, um século, fica tarde de mais.
Jean Giraudoux (1882-1944)
Roubado aqui.

Hoje no meu mail

"Levi's faz campanha com duas versões: hetero e gay, por Maria João Lima
A Levi's está a veicular nos EUA um filme publicitário para o modelo de calças de ganga 501 que tem duas versões: uma versão hetero e outra gay.
O filme para o público homossexual está a ser transmitido exclusivamente no canal Logo, da MTV, que tem programação para gays, referiu a Ad Age."


Os filmes da campanha (escolham o vosso preferido, há para todos os gostos):

quarta-feira, agosto 08, 2007

Fenómenos portugueses - I

Abro, aqui no meu blog, um novo espaço "Fenómenos portugueses" onde abordarei algumas coisas que me intrigam na estranha forma de vida portuguesa, resolvi começar com o fenómeno das férias de Verão. Ora aqui vai:
Agosto meteu-se!
Portugal deve ser o único país no mundo que pára durante o mês de Agosto. Gostava de entender o fenómeno, a sério! ... ou daí, talvez não...
Durante cerca de 30 dias não se faz nada, o país pára - quer seja por opção ou por obrigação (também os há, que por causa das férias dos filhos, dos fechos das empresas, etc., são forçados a parar em Agosto). Assim, quando chegamos a esta altura do ano é ver o povo em debandada geral para o sul do país, para o agora renomeado Allgarve. Ainda há quem tente percursos alternativos, mas são poucos.
Eu não gosto de tirar férias em Agosto, por várias razões, sendo a principal porque toda a gente está de férias nesta altura e todos os sítios estão cheios de barulho, de famílias, de crianças aos berros; depois tudo acaba também por ser substancialmente mais caro. Como tal, por norma e até agora desde que estou por minha conta, não faço férias em Agosto.
Ora isso traz um pequeno problema para quem, como eu, trabalha neste mês, principalmente nesta área (não sei se em outras será assim também, mas é certo que seja), é que, estando dependente do trabalho dos outros, não se consegue avançar com o seu próprio trabalho.
Ou porque as gráficas estão fechadas, ou porque o cliente foi molhar o pezinho a Albufeira e não adjudica a maquete final do trabalho, ou porque a Dra. está de férias e não aprova o layout da campanha a tempo de sair em Setembro, ou porque o Sr. Eng.º foi com o barco até ao sul de França e não revê os textos da brochura... enfim, fica tudo pendurado! Depois chega a Setembro e é vê-los a cair em catadupa, cheios de pressa em ter os trabalhos terminados.
Mas pior que existir um mês de Agosto, que faz parar um país inteiro tornando inviável qualquer evolução de carácter laboral que não tenha cariz turístico-hoteleiro, é existir a expressão infeliz "Sabe, é que agora mete-se Agosto..." - usada maiormente como justificação para estarem a trabalhar para o bronze, em vez de trabalharem para o ... trabalho?
... Agora mete-se?
Então mas este mês não está no calendário há séculos?
Que eu saiba, pelo menos desde o tempo de Octavianus Augustus (primeiro imperador Romano que, qual bicha invejosa, fez com que o mês Sextilis fosse mudado para o nome que hoje lhe conhecemos, o dele, e que tivesse igualmente 31 dias, como o mês de Julius Caesar, Julho) que Agosto figura no nosso calendário ocidental, ou seja, há cerca de dois mil anos.
E agora vem um fulanozinho qualquer dizer-me "Sabe, é que agora mete-se Agosto e fica difícil conseguir fazer o que me pede, há pouco pessoal e tal..." como se tivesse sido algo inesperado, que ele não contasse?
Lá que sejam desorganizados com o pessoal, tudo bem, até aí eu aceito!
Agora não se lembrarem, durante toda a planificação anual de trabalho, que entre Julho e Setembro existe um mês chamado Agosto e que há necessidade de, também nesse mês, fazerem-se trabalhos, aí eu já não engulo!
Existe expressão mais infeliz?
Meus amigos, Agosto está no calendário, como sempre esteve e vai estar, ele não anda por aí que nem um louco à solta a "meter-se" inesperadamente nos nossos planos, por isso organizem-se!

Parabéns

Ainda há pouco escrevia isto e sem que se desse por isso, passou mais um ano... ja lá vão dois na tua contagem!
Que tenhas um feliz dia de aniversário, a malta logo à noite encontra-se. :-)

segunda-feira, agosto 06, 2007

Há noites assim

Esta noite devo ter tido um daqueles "encontros" antigos, ou talvez tenha sido "só" um pesadelo como há muito não tinha.
Assustei a minha cara metade que acordou com a minha fala num tom ameaçador, numa voz que não era a minha. Tentou tranquilizar-me, meio a medo, contou-me esta manhã.
Eu lembro-me, vagamente, de ter acordado assustado e com medo de mim mesmo, aflito por não me sentir em mim.
Tenho passado o dia com uma ansiedade e com uma tristeza profunda, esgotado, como se tivesse passado a noite a correr, a lutar contra alguma coisa ou contra alguém que não consigo perceber...
Não consigo fazer nada, sinto-me como que imobilizado por dentro, com uma "branca" gigantesca, com se me tivessem lobotomizado...
Odeio dias assim e as noites, nem vos falo!

sexta-feira, agosto 03, 2007

Briefly Safe

Ainda estou estupidificado! Inventam de tudo! Este produto não é novo e, pelo que me apercebi, há já alguns anos que se tecem comentários sobre ele aqui pela blogosfera.
Passo a explicar, nas minhas andanças pela net dei de caras com isto:

Do que se trata?
São as "Brief Safe", à venda aqui, e trata-se de um esquema que só poderia sair da cabeça de alguém muito porco!
Como funciona?
Bem, basta olhar para a imagem e perceber porque é que este produto pode ser considerado um lugar seguro para guardar dinheiro à vista de todos sem que ninguém tenha vontade de ir lá coscuvilhar... I wonder why?
As cuecas, por si só, já são consideradas como a melhor forma de guardar as "jóias da família" e por "jóias da família" quero dizer precisamente aquilo que qualquer homem (e algumas mulheres), que lê isto, está a pensar neste momento. Os boxers deixam tudo muito à larga - pode perder-se alguns alfinetes de peito, tiaras e braceletes - mas com a cuequinha fica tudo mais arrumado e aconchegado.
Talvez tenha sido um raciocínio deste género que tenha dado origem a este conceito. Bem, adiante, que não é para falar de horta que estou aqui.
A ideia subjacente a este produto é que estas cuecas, que possuem uma bolsa especial para guardar dinheiro, devido ao seu aspecto podem ser deixadas em qualquer lugar, à vista de todos, que ninguém lhes toca, tornando-se assim na forma mais segura para guardar aquele dinheiro que não nos cabe nos bolsos.
Pode ser num cesto de uma lavandaria (dizem os criadores, americanos, pois claro), sobre a cama de um hotel ou até espalhadas pelo chão do quarto, para quem divide casa com mais gente e desconfia que o roommate lhe anda a ir às poupanças...
Podem ter a certeza que ninguém lhes pega... a não ser que seja adepto da coprofilia, aí lá se vai a teoria embora!
E o frasquinho ao lado, para que serve? Perguntam vocês.
Bem, o frasquinho, também à venda aqui, é para adicionar realidade à coisa - como se fosse necessário... No caso de haver um ladrão mais destemido duvido que tente o que quer que seja se adicionarmos este complemento ao, já de si bom, sistema de segurança. Pois, é isso mesmo, são gotas que servem para adicionar cheiro - excuso de dizer qual... não, não é água de rosas.
O mais incrível é que este sofisticadíssimo sistema anti-roubo é barato.
Quanto custa?
Pode ser adquirido por uns meros $20.00 (9 pelas gotas e 11 pelas cuecas) - qualquer coisa como cerca de 14.55 €, sem despesas de porte de envio.
Também podem construir o vosso próprio sistema anti-roubo, não deve ser difícil.
Uma bela feijoada à transmontana ou um prato de dobrada com feijão branco deve bastar.

Para X

Todos os dias, ou quase todos, quando saio do meu novo trabalho, lembro-me do X por causa deste graffiti.
Ontem decidi sacar do telemóvel, fotografar a parede para deixar aqui o registo e a ver se isto me sai da cabeça, porque sempre que olho para o muro penso: Tenho de enviar isto ao X!
Pronto, agora já está aqui! Espero que ele veja.
Um abraço!

Obrigado à fã

MIMULUS
Mimulus guttatus

Palavra-Chave:
Medo de coisas conhecidas e Timidez
Chakra:
Esplénico ou solar (Manipura)
Glândula: Pâncreas
Órgãos: Baço, Estômago, Fígado, Vesícula Biliar, sistema nervoso.
Método de preparação: Solar



Nos florais de Bach:
Bom para quando se tem medo das coisas do mundo, da enfermidade, da dor, dos acidentes, da pobreza, da escuridão, de estar só, da desgraça.

Para os temores do dia-a-dia. Combate o medo de doenças, acidentes, dor e desgraça. Ajuda a trazer confiança e felicidade.

Funcionam pela estimulação da capacidade do corpo de se curar a si mesmo, através do equilíbrio de sensações negativas, auxiliando a pessoa a ter autocontrolo e a sentir-se bem consigo mesma.

As pessoas que tem estes medos podem ser grandes artistas e talentosas, porém são retraídas e tímidas, quando acompanhadas podem calar-se, dando este remédio a coragem para ser o que tem de ser.

Ora aí está um floral que eu bem podia começar a tomar!

Hoje andei bem disposto

É cliché, mas aqui vai:

Castelo de Almourol, © Associação de Turismo de Lisboa

"Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo..."
Fernando Pessoa

quinta-feira, agosto 02, 2007

25 minutes 22 seconds

You were here
:-)

quarta-feira, agosto 01, 2007

4000

(U.S. Air Force photo)

O meu "muro de lamentações" alcançou a visita n.º4000! O evento festejou-se no mundo inteiro. Na foto, a comemoração levada a cabo pelos pilotos da United States Air Force, só Bush (filho) não teve tempo para comparecer ao evento... menos mal!

O visitante com esse número, infelizmente, não é identificável, caso contrário, teria tido direito a um presente espetacular... temos pena!

São estes os dados que me foram fornecidos pelo Bureau:

Location
Continent: Unknown
Country: Unknown
Lat/Long: unknown
Language: Portuguese pt
Operating System: Microsoft WinXP
Browser: Internet Explorer 7.0
Monitor Resolution: 1280x800
Visit Length: 3 minutes 36 seconds
Visitor's Time: Aug 1 2007 8:42:09 pm
Visit Number: 4,000

Quem conseguir provar que foi este visitante específico, deverá apresentar-se para receber o que tem direito.

Próxima oferta de presente espetacular na visita 8,453,276... fiquem atentos!

You can get it

On my Musicovery, twice this morning, when I arrive at the office.
The first time was the one from Jimmy Cliff and 10 minutes after it was playing the one from Desmond Dekker.
Is this some kind of a sign?
Does "my" Musicovery wants to pass me some message?
Anyway, although they're very much similar, I prefer the one from Cliff rather than the one from Dekker.
Bom dia para todos!