sexta-feira, dezembro 19, 2008

Mais um sobrinho

Já nasceu. Correu tudo bem, segundo a sms recebida há pouco do pai babado.
Veio com 3182g e com os dedinhos todos.
A ver se arranjo tempo de ver o "menino Jesus" do mano faroleiro.
Parabéns aos papás e muitas felicidades

quarta-feira, dezembro 17, 2008

Reduzir para conquistar

Ontem fui a uma entrevista de emprego numa empresa sólida, com 20 e tal anos de existência no mercado nacional e internacional, já com uma dimensão considerável, perto da minha zona de residência, dentro da minha área de formação (design gráfico), com um bom horário, salário razoável, enfim, uma preciosidade nos tempos que correm. A coisa pareceu-me que correu muito bem, estive na conversa uns 45 minutos com o responsável de RH da empresa e mais com a do departamento de Marketing. O cargo era bom, seria para trabalhar naquilo que gosto e realmente sei fazer bem: design corporativo e promocional, para produtos bellow the line.
Fiquei a perceber, logo no início da entrevista e porque mo disseram, que ambos apreciaram bastante o meu portfólio e que acharam o meu currículo bom demais para o cargo que havia por ocupar na empresa. Sentiam-se quase envergonhados por me terem chamado porque achavam que não tinham as condições ideais para oferecer a alguém com um currículo ja tão vasto como o meu.
Fiquei a pensar que talvez seja por isso que não tenho respostas de nenhuma das empresas a quem respondo aos anúncios de trabalho. Será que sentirão todos o mesmo? Agora assusto os empregadores? Tenho de mentir no meu CV e reduzir a minha experiência profissional para assim conseguir voltar à minha área de formação académica? Deixem-se de tretas!!!
Eu só quero é trabalhar!
Até ao final da semana dão-me uma resposta...

terça-feira, dezembro 16, 2008

Carregar baterias

Tempo de descanso para recuperar as forças e reencontrar a vontade de seguir caminho ao longo de mais uma semana de trabalho que se avizinha já amanhã...
Era bom que desse para fazer como nesta imagem, sermos plug and play - quem ficava a ganhar era a companhia de electricidade.

Não deixem de ver as imagens do trabalho do autor da foto que ilustra este post, aqui.

segunda-feira, dezembro 15, 2008

Já vão a caminho

Passei hoje nos correios (só hoje tive tempo para isso) e disseram-me que o melhor seria enviar os pacotinhos vazios, não fossem eles, na alfândega, pensar que eu estaria a passar outra coisa que não açucar.
Assim, com a minha paciência de chinês, lá os esventrei do seu conteúdo um a um e meti-os a caminho do Brasil.
Espero que assim cheguem intactos!

sábado, dezembro 13, 2008

Mais valia

sexta-feira, dezembro 12, 2008

Crise Mundial e Casamento

« The financial situation, at the moment, is so bad that women are now marrying for love».
p.s.-enviado por uma mulher!

quinta-feira, dezembro 11, 2008

Para Déia

Já os tenho todos, a colecção completa, como te disse. As minhas colegas acharam que eu estava maluquinho por andar a vasculhar em todas as caixas de açucar lá no trabalho. Agora já só falta enviar tudo para o outro lado do Atlântico.
Este fica aqui, em jeito de homenagem a uma das tuas últimas aventuras. Um beijo grande!

quarta-feira, dezembro 10, 2008

I like to move it, move it


Para terminar o último dia de folga em beleza fui ver "Madagáscar Escape 2 Africa" com mamãe e mais um dos sobrinhos.
Engraçado q.b., saca-se umas belas dumas gargalhadas, os pinguins (deixo aqui uma singela homenagem ao leitor assíduo aqui do espacinho) continuam hilariantes mas, como em tudo na vida (ou quase tudo), não há amor como o primeiro!

terça-feira, dezembro 09, 2008

O indicador de posição x-y através de uma sistema de indicador faz 40 anos

«A primeira apresentação pública do 'rato' de computador foi protagonizada por Douglas Engelbart, engenheiro do Stanford Reasearch Institute (SRI), durante a conferência Fall Joint Computer realizada em São Francisco em 9 de Dezembro de 1968.
Mas, o primeiro protótipo deste equipamento que veio facilitar as interacções homem com o computador - uma primitiva caixa em madeira com dois rolamentos perpendiculares que permitiam reproduzir os movimentos no ecrã - tinha sido criado nos laboratórios do SRI em 1963, mas só seria mostrado a funcionar à comunidade científica quatro anos mais tarde.
Entretanto, o invento acabou por só só ser patenteado em 1970, com o nome "indicador de posição x-y através de uma sistema de indicador".»
- Expresso

segunda-feira, dezembro 08, 2008

Imaculada Conceição

Hoje mais um dia de trabalho - o sexto seguido - porque troquei a folga a pedido de uma colega. A vantagem é que, por ser feriado nacional, ganho mais uns cobres extra!
Mas confesso que estou sem vontade alguma de ir trabalhar daqui a pouco mais de uma hora. É encher o peito de ar, respirar bem fundo, depois deitar tudo cá para fora e seguir caminho.
Amanhã já estou de folga e depois é agarrar-me ao facto de que, na próxima semana quando acertar com as minhas folgas novamente, já só trabalho 4 dias seguidos.
Always look the bright side of life!

domingo, dezembro 07, 2008

One week

Segunda-feira, dia 1
Apesar de toda a informação disponível, ainda vale a pena falar sobre o dia Mundial da Luta contra a Sida uma vez que os números desta praga continuam assustadores.
Foi também feriado aqui no burgo, dia da Restauração da Independência, porque corremos com os espanhóis de cá há 368 anos atrás, para agora os termos de volta no El Corte Inglés.
Ainda com o cocuruto dorido, fui ao almoço de família na casa da mamã, sem que fosse um dia especial de uma qualquer comemoração familiar, juntamo-nos todos à mesa da matriarca para uma favada.
Nos céus nocturnos, a nossa Lua esteve alinhada com Vénus e Júpiter, criando um fenómeno lindíssimo que só voltará a ser observado daqui a 44 anos no dia, podem apontar na vossa agenda, 18 de Novembro de 2052.

Terça-feira, dia 2
Enquanto o moço andava num virote a ultimar os preparativos para a inauguração da sua próxima exposição, fui com a melga ver "Blindness" de Fernando Meirelles, adaptação cinematográfica do "Ensaio sobre a Cegueira" de Saramago. Apesar do som crunch das pipocas, o filme foi muito bom! Julianne Moore, fantástica neste filme, continua a surpreender-me cada vez mais.
Depois do filme, ainda fui a tempo de dar uma mãozinha na montagem da exposição do moço - o habitual "mais à esquerda, para cima, não, assim está bom, só um bocadinho mais abaixo" da colocação de quadros, onde o binómio pregos e paredes antigas resulta quase sempre ou no entortanço dos primeiros, ou na abertura de crateras nas segundas...

Quarta-feira, dia 3
Devido ao episódio da cabeçada de domingo passado, quando regresso ao trabalho sou recebido com muito carinho. Sendo o único homem entre muitas mulheres, podem imaginar não é?
A exposição do moço lá inaugurou, mas eu não pude comparecer pois estava a trabalhar. Já está pronta e quem quiser que apareça pois, como sempre, os quadros estão uma ternura e, passo a publicidade, podem encontrar um bonito presente de Natal para alguém especial.

Quinta-feira, dia 4
Nada digno de ser recordado, just another day in paradise...

Sexta-feira, dia 5
Fui tirar o ponto cruz da cabeça. A sensação foi de um pequeno puxão de cabelo.

Sábado, dia 6
Depois de me ter queixado que o meu subsídio de Natal era fraquinho pois só contabilizava os 4 meses que trabalho este ano nesta empresa, entro em mais uma despesa: parti os meus óculos (desde Maio que estava à espera de melhores dias para os mudar pois já os tinha há 3 anos e meio) que, sendo a armação em massa, são impossíveis de reparar. Como as lentes já eram bem estreitas, também já não se conseguiam adaptar a uma nova armação. Resultado, lá se foi o subsídio de Natal, e mais umas migalhas, para nova armação e lentes. Embrulha!
Da próxima vez que te queixares lembra-te que Deu mastiga...

Domingo, dia 7
Fui ao nimas ver "Amália", com uma colega do trabalho. Não sendo a grande obra que se esperava, não abrangendo algumas das facetas mais importantes da vida da artista maior que este país conheceu, é um filme simpático. De quando em vez somos surpreendidos pelas parecenças que a actriz Sandra Barata tem com Amália, enquanto a coisa se fica pela caracterização à base de rímel, baton e penteados vintage. Quando passamos para a caracterização com máscaras de silicone, para envelhecer a actriz numa Amália com 64 anos, é que a coisa se torna um pouco sofrível. Passagem directa para uma gargalhada é a frase final do filme, onde podemos lêr algo do género "Crê-se que Amália terá morrido em 1999..." - Crê-se? então agora temos mito do Elvis à portuguesa? Please....
Enfim, apesar de tudo o que tem de menos bom, é um filme a vêr.
E assim se passou uma semana num ápice!

domingo, novembro 30, 2008

Problemas Ergonómicos

A escassos minutos de acabar uma semana exaustiva de trabalho, prestes a atingir aquele paraíso que dá pelo nome de folga, uma colega chama-me para ir ao Bar. Não, não eram mais cantigas, estava lá a minha mãe e um dos meus sobrinhos para falarem comigo. Como estava mesmo de saída apressei o passo em jeito de corrida e, no trajecto entre o local onde me encontrava e a minha mãe, a minha cabeça foi ao encontro de uma chapa de umas das chaminés. De repente, em nanosegundos, ouvi um estrondo imenso dentro da minha cabeça, vi um enorme clarão branco, caí no chão para logo me levantar e dizer 'Estou bem, não se preocupem!'. Logo sinto a cabeça quente, levo a mão ao sítio da pancada e regresso com os dedos avermelhados... 'se calhar é melhor sentar-me no chão outra vez', pensei eu. Depois de ter causado o pânico à minha mãe, ao meu sobrinho e às colegas de trabalho que já se encontravam à minha volta, fui levado para o hospital.
Resultado: chego ao guichet com um saco de gelo na cabeça e um pano ensanguentado, passo directo pela famosa Triagem de Manchester, metem-me uma pulseirinha verde no pulso (tempo de espera até 2 horas) e aplicam-me um curativo rápido até ser avaliado na pequena cirurgia. Enfaixam-me exageradamente a cabeça (a foto tirei-a com o meu telemóvel, para a posteridade) e mandam-me esperar. Pouco tempo depois, já nas mãos do médico cirurgião, levo um mísero ponto (UM!) na cabeça, cosido sem anestesia (à Homem!), pois se a levasse seria mais uma picada que iria sentir e não valia a pena... já bastava a do ponto (palavras do sr. doutor!). Ainda perguntei ao médico se, com isto, dava direito a ficar uns 15 dias em casa para recuperar, ao que ele me respondeu que os dois dias da folga me bastavam... bolas, isto nem para umas mini-férias serviu!
Agora já estou em casa, bem, tranquilo, mas com uma dor esquisita no cocuruto.
É o que dá ser alto demais para as condições arquitectónicas existentes no local de trabalho!

sexta-feira, novembro 28, 2008

Momento de boa disposição

Trabalhar num sítio completamente aberto a todo o tipo de público tem destas coisas.
Hoje, depois de já ter passado por mim a maior parte da maralha faminta e da confusão habitual da hora de almoço amainar, mandaram-me chamar ao balcão do Bar porque uns clientes queriam falar com um dos chefes. Inspirei fundo e lá me meti a caminho, irritado e a pensar 'o que é que foi agora?'.
Quando cheguei do lado de lá do balcão estavam 4 rapazes, sorridentes e bem apessoados (parabéns aos progenitores), que, assim que me viram, disseram "Era com A chefe! Mas também pode ser consigo". Depois começaram cantar "Tudo o que te dou", do Abrunhosa, para mim!!!! Eu, embaraçadíssimo, sem saber onde me enfiar, se deveria rir ou chorar, se os mandava passear e virava costas, resolvi ficar para ver até onde iam com aquilo. Cantaram tudinho até ao fim, sempre afinados. Eu, as minhas colegas do Bar, as meninas das bilheteiras do cinema em frente e alguns clientes que estavam sentados a tomar café, ali ficámos todos parados e a sorrir com aquele momento.
No final, quando terminaram, perguntei-lhes se aquilo tinha sido alguma aposta feita entre eles. Responderam-me que eram apenas malucos. Pois que sejam sempre assim malucos, dessa maneira que deixa os outros com um sorriso na cara.
E de repente o nosso dia ficou mais bonito graças àquelas quatro alminhas!

quarta-feira, novembro 26, 2008

Balanços e balancetes

Foto daqui.

Não se trata de nenhuma aula de Contabilidade, podem respirar de alívio! Refiro-me ao balanço destes últimos meses.
Pensando no assunto, o saldo acaba por ser positivo apesar de haver dias menos bons em que só me apetece fugir e onde a expressão "onde é que me fui meter?!?!" martela incessantemente na minha cabeça. O que vale é que depois passa…
A coisa acaba por ser positiva pela experiência em si, com ela apercebi-me que afinal quando sou posto à prova até consigo sair bem dos desafios complicados em que me meto; também por fazer com que eu, um rapaz extremamente tímido, lide directamente com o público e até goste disso – apesar de algumas vezes apetecer-me muito, mas muito mesmo, esganar alguns clientes, fico-me por um palavrão feio e muito grosseiro dito entre dentes ou somente proferido dentro da minha cabeça (até ao dia em que me saia pela boca o que verbalizo mentalmente, aí quero ver como descalço a bota!); pela equipa de trabalho que, mesmo com tarefas tão chatas e pesadas, arranja sempre maneira de ter um riso, boa disposição e momentos bem passados – pela primeira vez em muito tempo dou por mim a rir (a assobiar e a cantarolar!!) com gosto no local de trabalho; por último, igualmente positivo pelas novas aprendizagens que adquiri numa área que nunca tinha trabalhado antes.
A parte menos boa é só mesmo o horário que, por ser repartido, leva-me a ficar a maior parte do dia agarrado ao local de trabalho onde acabo por estar cerca de 11 horas/dia. Por isso chego a casa tarde e quase sempre cansado e, pela primeira vez na vida, as folgas sabem-me que nem ginjas e sempre a pouco. Por falar nisso, esta já se foi... estou, uma vez mais, prestes a entrar ao serviço das barrigas famintas desta minha cidade daqui a pouco mais de duas horas.
Enfim, não há bela sem senão, já diz o povo e com razão!

terça-feira, novembro 25, 2008

Train Jumping

As razões que me levaram a aceitar o desafio de um novo trabalho numa área que, até à data, pouco me dizia, foram substancialmente financeiras: trabalhar com contrato como deve ser e não num esquema marado de falsos recibos verdes, estar a 5 minutos de casa e ainda ter almoço e jantar incluído. Não foi preciso pensar muito para aceitar uma proposta destas tendo em conta que em Lisboa eu estava a ganhar praticamente o mesmo – apesar de ser na minha área e de receber um pouco mais, estava sem contrato (e sem recibos!) e ainda com os custos elevados dos transportes e da alimentação.
Depois, porque gosto muito de cozinhar, pensei que seria uma excelente oportunidade de contactar com esta área a um nível profissional – esta parte enganei-me redondamente, uma vez que ter tempo para chegar perto da cozinha tem sido impossível mas, também, não é o género/processo (este é mais numa óptica industrial e não gourmet) de confecção que me atrai pelo que acaba por não ser grave de todo.
E foi assim que saltei, mais uma vez e bem ao meu estilo, para um comboio em andamento.

segunda-feira, novembro 24, 2008

Tempus fugit

Imagem roubada aqui

Os dias passam a correr, as semanas, os meses e, obviamente, os anos. Quando dou por mim, semana após semana, vejo que não consigo fazer nem metade (nem um terço!!) das coisas que quero fazer.
Já passaram quase três meses completos desde que resolvi aceitar uma proposta de trabalho na Restauração (as in Restaurante e Bebidas, and not Restauro de Antiguidades), que nada tem a ver com a minha área de formação e experiência profissional – anos e anos a queimar as pestanas com o Design e as Tecnologias Gráficas para agora estar aqui…
Diários de guias, folhas de caixa, sumários de Multibanco, lançamentos de facturas, guias de remessa, devoluções de vasilhame, mapas de pessoal, folhas e mais folhas de cálculo, inventários mensais, matéria-prima alimentar, matéria-prima não alimentar, fecho e abertura da casa, gestão de stocks, gestão de compras, 99 função gerente, 20 função gerente, digite a password, estornar produto, N Open Check, 1 Open Check, introduza o n.º de conta, estornar a conta, ementa do bar, ementa da linha, prato do dia, menu sete euros, promoção cinco e cinquenta, 'essa sobremesa não faz parte do menu são mais trinta cêntimos de extra' – estes são alguns dos muitos termos com que lido actualmente cerca de 11 horas por dia.
De resto, não me sobra tempo para muito mais a não ser chegar a casa e dormir.
Por isso, isto.
Mas hoje estou de folga!!!!

domingo, novembro 23, 2008

Mais vale tarde...

Há um ano atrás acontecia isto em Setúbal, tendo sido noticiado um pouco por toda a parte tanto o acidente como o que aconteceu depois com a tragicomédia entre as diferentes seguradoras dos moradores do edifício danificado, a empurrarem a batata quente umas às outras.
Ao que parece só agora se concluiu todo o processo de investigação da Polícia Judiciária... vamos ver quanto tempo mais vai ser até que os moradores tenham os seus problemas resolvidos.
Assim se passam as coisas, dentro das tripas do Paço!

sexta-feira, novembro 21, 2008

O meu nome é...

Não, não vou escrever nenhuma recensão sobre o livro de Lobo Antunes "O meu nome é Legião". Ainda não estou assim tão inteligente, nem tenho qualquer tipo de pretensão em tornar este blog numa versão pobre do Da Literatura. Acalmai-vos!
É só mais um dos meus fait divers, assim uma coisa ligeirinha, como só eu sei ser.
Então, uma vez para ajudar a passar o tempo, enquanto esperava a minha vez na estação de correios, fiz uma recolha sobre alguns significados de nomes masculinos que encontrei nuns marcadores de livros à venda na estação.
O critério, da selecção que fiz, teve por base pessoas que conheço - as simple as that - e fiquei a saber que:
  • Alexandre - Humano
  • André - Varonil
  • António - O principal
  • Carlos - Corajoso
  • Eduardo - Rico, guardador de riquezas
  • Gonçalo - Combatente
  • Guilherme - Decidido, protector
  • Hugo - Inteligente
  • João - Deus é Misericordioso
  • Jorge - Determinado
  • José - Deus multiplica
  • Manuel - Deus é presente
  • Miguel - Incomparável
  • Paulo - Pequeno
  • Tiago - Vencedor
  • Ricardo - Poderoso
  • Rodrigo - Famoso pela Glória

Como podem ver, podemos sempre aprender alguma coisa enquanto esperamos 50 minutos nos correios para levantar uma simples carta.

quinta-feira, novembro 20, 2008

Veeeeeeeerde!

Ontem, a cara metade, nem sei bem porquê, lembrou-se desta Sra. e lá andou pelo Youtube à procura dela, até que a achou. É sempre um fartote de riso de cada vez que ouço esta "cantiga?!?!" e recordo-me sempre dos tempos de Tomar. Assim e em retribuição ao post anterior dedico esta, da Sô Dona Natália de Andrade, aqui ao mano faroleiro, for the good old times!


Lembras-te? eh eh eh

quarta-feira, novembro 19, 2008

I can't


Ilustração de Marc Johns, retirada desta galeria, aqui.

Stop and stare
I think I'm moving but I go nowhere
Yeah, I know that everyone gets scared
But I've become what I can't be, ohhh
Stop and stare
You start to wonder why you're here, not there
And you'd give anything to get what's fair
But fair ain't what you really need
Oh, can you see what I see


Este texto, em forma de música Pop do momento, foi há dias uma oferta singela do mano faroleiro aqui. Às vezes, quando nos sentimos menos bem, são estas pequenas coisinhas que dão algum significado ao que não tem significado e daí, talvez não...
Enfim, tudo isto só para te dizer mais uma vez o que já disse lá no teu espacinho:
Obrigado!

terça-feira, novembro 18, 2008

Entupido

Passei os dois dias do meu descanso semanal de chôco, entre maços de tissue encharcados em muco (too much graphic?), dor de cabeça, estados febris e alguma dor muscular. Para a próxima encomendo este gadget japonês para facilitar o meu desentupimento nasal!!!
E amanhã já é dia de trabalho outra vez... How great is that?

80 anos

O rato está hoje de parabéns!

segunda-feira, novembro 17, 2008

Escorpiões

Fazem hoje anos dois dos meus escorpiões favoritos - acabo de reparar que há cada vez mais destes "bichinhos" a cruzarem a minha vida - um 35 e outro apenas 9.
Parabéns a ambos!

segunda-feira, novembro 10, 2008

Day off

“Drawn Within V - Resting”, Luisa Soto

Ultimamente os dias de folga sabem-me sempre a pouco...

domingo, novembro 09, 2008

Euromilhões


Uma das minhas irmãs, esta noite que passou, sonhou que eu ganhava o euromilhões e que lhe oferecia 50.000,00 € (ou o prémio era pequeno, ou eu até nos sonhos sou sovina!)...
Bela profecia, caso ela se concretizasse, mas como não tenho o hábito sequer de jogar, vai ser difícil - está visto que tenho de fazer a minha parte, ou seja, ao menos preencher o raio do boletim, passá-lo na máquina e tentar a minha sorte!
Depois veremos se não é apenas uma Cassandrice

Your Daily Horoscope

Your horoscope for November 9, 2008
Today you could have an exciting sense of vision about your own future.
Sometimes you have strong intuition about events that might happen to you up ahead.
Right now you could get an enticing glimpse of how certain events in your life are going to unfold.
This could pertain to your personal or your professional life.
You're headed in the direction of some great things, so keep the faith!

terça-feira, novembro 04, 2008

sexta-feira, outubro 31, 2008

Happy Halloween


A sete minutos do final de um dia de trabalho extenuante, lá consegui chegar a casa, telefonar e dar-te os parabéns num ambiente mais descansado.
Ele há dias...

sexta-feira, outubro 17, 2008

You're dismissed

Hoje coube-me a mim, nas minhas novas funções, fazer algo pela primeira vez na vida: dizer a uma funcionária que estava dispensada. Passei toda a noite enervado, assim que soube da incubência dessa missão que me atribuiram - obviamente para me testarem.
No final do dia lá respirei fundo, chamei a Sra. e passei-lhe a informação, assim como a papelada para ela assinar. A reacção dela foi na maior, parecia que já estava à espera, mas por dentro, só ela saberá... Mesmo que se esteja à espera, ter a confirmação absoluta do facto deve custar, pois há sempre aquela esperança de que as coisas podem correr pelo melhor, é o que eu penso.
Enfim, já está feito, prova superada! Mas estou triste... ainda que me tente convencer que a vida é assim mesmo...

quinta-feira, outubro 16, 2008

G'andas Molokos!

  

Esta tem sido a banda sonora que tem corrido pela minha cabeça ultimamente. É muito boa onda, electrizante, vibratória! Faz-me querer dançar, saltar, viajar. Leva-me a outros tempos, mais soltos, mais leves, simples, alegres e, sem dúvida, onde tudo continha a promessa de um futuro mais sorridente. Let's make this moment last!

  


Róisín Murphy foi vocalista do fantástico e extinto dueto Moloko - composto por ela e por Mark Brydon (o actual ex-marido) - continuou a sua carreira a solo e já vai no segundo album. O nome é "Overpowered" e podem ver e ouvir alguns vídeos aqui, aqui e aqui. Ainda bem que a moçoila continuou a cantar e para quem é super fã pode contar com a presença dela já no próximo dia 30 de Outubro no Coliseu de Lisboa e 31 no do Porto. Eu, com alguma pena, não estarei por lá.

Day 289

Hoje lembrei-me de fazer as contas e já lá vão 289 dias sem tabaco... acho que vou comemorar a meta alcançada com um cigarrinho! Estou a brincar... mas que me tem apetecido muito fumar um cigarro nestes últimos dias, confesso que tem.

Esta imagem que usei para ilustrar este post encontrei-a na net aqui. Lembrei-me logo de uma piada ilustrada pelo mais que tudo, já antiga, e com a qual começo a rever-me cada vez mais. Essa ilustração de que falo intitula-se "o fumador passivo" e podem revê-la aqui.

quarta-feira, outubro 15, 2008

CRISE FINANCEIRA FOR DUMMIES

Agora entendi esta coisa da crise financeira de que toda a gente fala.
Espera... não, afinal ainda não entendi, mas pelo menos ri um pouco!

terça-feira, outubro 14, 2008

Mags

Um post a ter feito há já algum tempo*:
São as capas de duas revistas que comprei no mesmo dia (aquisições indispensáveis cá por casa todas as vezes que saiem) a Umbigo e a ComOut. Ao colocá-las na mesa da sala uma sobre a outra achei curioso o efeito e depois, para a foto, esmerei-me por fazer corresponder a sobreposição da melhor maneira possível e foi este o resultado:

*Esta foto foi tirada com o meu telemóvel no início de Setembro mas só agora a reencontrei aqui perdida por entre os milhentos ficheiros do meu pc. Guardei-a para mais tarde publicar no blog e nunca mais me lembrei dela... mas como dizem, mais vale tarde, que nunca e aqui está!

segunda-feira, outubro 13, 2008

Já não há referências

Hoje, durante as compras para o jantar, enquanto passeava por um dos corredores do supermercado deparei-me com a nova (?) imagem de uma das minhas referências de infância, o Vitinho - a mascote da Milupa que durante anos nos mandou para a cama quando chegava a hora. Confesso que fiquei chocado com o novo visual do menino das papas, a evolução é imensa, senão reparem: na imagem à esquerda o Vitinho nos anos 80 quando apareceu; ao meio em meados dos anos 90 já com um restyling moderado e, por fim, à direita em 2008 com o seu aspecto actual.
Começou tudo com a mudança do Cangurik da Nestlé para aquele coelho histérico e irritante com nome de queca rápida em inglês (Quicky), mais recentemente foi a história com a alteração do boneco do Multibanco (subscrevo isto), agora fazem-me uma destas, com o Vitinho!?!?!?
Qualquer dia todas as minhas referências deixam de existir por completo!

sábado, outubro 11, 2008

Modo Robot


Cada dia que passa mais me convenço que o melhor que tenho a fazer neste momento é ligar o piloto automático, seguir em frente em modo Robot e não pensar muito na vida...
Ah! E acreditar piamente que dias melhores virão.

sexta-feira, outubro 10, 2008

Imaginem

"Imaginem que todos os gestores públicos das setenta e sete empresas do Estado decidiam voluntariamente baixar os seus vencimentos e prémios em dez por cento. Imaginem que decidiam fazer isso independentemente dos resultados. Se os resultados fossem bons as reduções contribuíam para a produtividade. Se fossem maus ajudavam em muito na recuperação.
Imaginem que os gestores públicos optavam por carros dez por cento mais baratos e que reduziam as suas dotações de combustível em dez por cento.
Imaginem que as suas despesas de representação diminuíam dez por cento também. Que retiravam dez por cento ao que debitam regularmente nos cartões de crédito das empresas. Imaginem ainda que os carros pagos pelo Estado para funções do Estado tinham ESTADO escrito na porta. Imaginem que só eram usados em funções do Estado.
Imaginem que dispensavam dez por cento dos assessores e consultores e passavam a utilizar a prata da casa para o serviço público. Imaginem que gastavam dez por cento menos em pacotes de rescisão para quem trabalha e não se quer reformar. Imaginem que os gestores públicos do passado, que são os pensionistas milionários do presente, se inspiravam nisto e aceitavam uma redução de dez por cento nas suas pensões. Em todas as suas pensões. Eles acumulam várias. Não era nada de muito dramático. Ainda ficavam, todos, muito acima dos mil contos por mês.
Imaginem que o faziam, por ética ou por vergonha. Imaginem que o faziam por consciência. Imaginem o efeito que isto teria no défice das contas públicas. Imaginem os postos de trabalho que se mantinham e os que se criavam. Imaginem os lugares a aumentar nas faculdades, nas escolas, nas creches e nos lares. Imaginem este dinheiro a ser usado em tribunais para reduzir dez por cento o tempo de espera por uma sentença. Ou no posto de saúde para esperarmos menos dez por cento do tempo por uma consulta ou por uma operação às cataratas.
Imaginem remédios dez por cento mais baratos. Imaginem dentistas incluídos no serviço nacional de saúde. Imaginem a segurança que os municípios podiam comprar com esses dinheiros. Imaginem uma Polícia dez por cento mais bem paga, dez por cento mais bem equipada e mais motivada. Imaginem as pensões que se podiam actualizar. Imaginem todo esse dinheiro bem gerido. Imaginem IRC, IRS e IVA a descerem dez por cento também e a economia a soltar-se à velocidade de mais dez por cento em fábricas, lojas, ateliers, teatros, cinemas, estúdios, cafés, restaurantes e jardins.
Imaginem que o inédito acto de gestão de Fernando Pinto, da TAP, de baixar dez por cento as remunerações do seu Conselho de Administração nesta altura de crise na TAP, no país e no Mundo é seguido pelas outras setenta e sete empresas públicas em Portugal. Imaginem que a histórica decisão de Fernando Pinto de reduzir em dez por cento os prémios de gestão, independentemente dos resultados serem bons ou maus, é seguida pelas outras empresas públicas.
Imaginem que é seguida por aquelas que distribuem prémios quando dão prejuízo.
Imaginem que país podíamos ser se o fizéssemos.
Imaginem que país seremos se não o fizermos."
Mário Crespo, Jornal de Notícias [04.08.2008]

quinta-feira, outubro 09, 2008

CHE

Argentina, 14 de Junho de 1928 — Bolívia, 9 de Outubro de 1967

"A imagem mais reproduzida do mundo foi tirada em 5 de março de 1960, pelo fotógrafo cubano Alberto Korda.
A imagem do guerrilheiro argentino com olhar distante, de cabelos longos debaixo de uma boina com uma estrela, já virou ícone popular omnipresente do século XX. Além de ser uma das fotos mais reproduzidas do mundo, a imagem de Che se tornou uma das mais usadas em publicidade de produtos dos mais variados.
Essa foto foi tirada quando centenas de pessoas prestavam homenagem às vítimas de explosões do cargueiro francês "La Couble" que chegava carregando armas para o governo cubano.
Alberto Korda, fotógrafo do jornal Revolución, estava lá para cobrir o evento e foi o responsável pela foto que celebrizou Che no mundo inteiro. Guevara assumiu a identidade de mito popular. Desde ímãs de geladeira, também pode ser visto na lataria de carros de praça de São Paulo, na bandeira da torcida do Cruzeiro de Belo Horizonte, no bíceps flácido de Diego Maradona e na barriga de jacaré de Mike Tyson, e até em biquinis de grife.
De todos os atributos conhecidos – a valentia, o rosto belo, a barba que lhe emprestou um aspecto entre poeta romântico e um Cristo rebelado –, nenhuma característica marca tanto o mito Che Guevara como a persistência. Num mundo de heróis efêmeros e celebridades reconhecidamente medíocres, sua durabilidade é um assombro. Ela despertou a imaginação dos estudantes parisienses que se revoltaram nas ruas em maio de 1968 e virou símbolo da revolta de várias gerações." -
fonte

Sobre através de um documentário qualquer na televisão, que o fotógrafo recebeu uma ninharia por esta fotografia, perdendo assim todos os direitos sobre as milhentas reproduções que dela se fizeram posteriormente.
Pergunto-me, quantas vezes terá ele, enquanto esteve vivo, amaldiçoado esse seu acto?

terça-feira, outubro 07, 2008

Back to life

De volta à blogoesfera depois de um interregno de 2 semanas e mais de 1500 entradas para lêr no meu Google Reader... volto daqui a outros 15 dias. Até já!!

quarta-feira, setembro 24, 2008

Get Sticky

Irresistível!!!

Visto inicialmente aqui. Não percam o site das carolas por trás deste vídeo fantástico, aqui.

terça-feira, setembro 23, 2008

segunda-feira, setembro 22, 2008

Primeiro estranha-se, depois entranha-se!

Lá cedemos e fomos ver o êxito de bilheteira do cinema "pipoca+balde de cocacola=oferta de uma almofada" de que toda a gente fala no momento - Mamma Mia!
Já sabíamos ao que íamos: um filme baseado no musical homónimo da Broadway com as canções intemporais dos suecos ABBA. Foi mais o factor estranheza que me levou a querer ver este filme, pois na cabeça do cartaz estavam nomes sonantes como o da portentosa Meryl Streep, o do canastrão Pierce Brosnan (James Bond), o do Colin Firth (com incursões nestas ondas comerciais com Bridget Jones ou Love Actually) ou ainda outros nomes que normalmente não associamos a filme pipoca como Stellan Skarsgård (Ondas de Paixão) ou Julie Walters (Billy Elliot). Toda esta gente a cantar? Os êxitos dos ABBA? Tenho de ver isso!!!!
Depois de ter visto a diva do cinema francês, Catherine Deneuve, a cantarolar, numa espécie de musical negro e fantástico "8 Femmes", achava que já estava preparado para quase tudo no cinema... Enganei-me, confesso que não estava!
Nos primeiros minutos estranhei muito ver e ouvir Meryl Streep naqueles preparos, aos pulos e a cantar, cheia de tiques e maneirismos de gaiata coquete - talvez para disfarçar o pouco à vontade nestas andanças... não sei. Mas, passado o estado de choque e depois que consegui entrar no espírito da coisa, até que passei uns minutos divertidos. É coisa leve, ligeirinha e para ser levada para a boa disposição. Simples e engraçado, especialmente divertido o final já quando estão a passar os créditos.
Agora quanto ao ex-Bond Pierce Brosnan, nem que me batam eu consigo apreciá-lo a actuar quanto mais a cantar... É caso para dizer: Mamma mia!!

Outono por cá

Pois é, enquanto que do outro lado do Atlântico chega-nos a notícia da chegada da Primavera, nós por cá podemos contar já com um Outono chuvoso e que já começa a criar os primeiros estragos pelo nosso país que nunca está preparado a tempo, nomeadamente na limpeza atempada das sarjetas e esgotos, para o escoamento das primeiras quedas de água do ano... enfim, nada de novo por estas bandas!

sexta-feira, setembro 19, 2008

4 minutes to save the World


Aproveitando ainda a ressaca pós concerto Madonna, só quero dizer que eu nem 4 minutos tenho para vir aqui contar as minhas novidades, quanto mais para salvar o mundo!

quinta-feira, setembro 18, 2008

Ser Homem

Já não me recordo onde vi isto, daí não dar referências (se alguém conhecer a origem, pode informar-me e eu acrescento), mas gostei e deixo aqui, para partilha:
"To be a man means to take control over yourself. To love yourself. To do as you like, face reality and situations with open mind body and hole. To do exactly what you want, but to be able to understand other people and their feelings. This is what life require of you and what makes you a good man. Remember, loving men does not make you a homo, it makes you a happy homo."

terça-feira, setembro 16, 2008

Share your secret like a gift

De um dos meus espaços de leitura favoritos na blogoesfera:

segunda-feira, setembro 15, 2008

Obrigado

Chegou-me, há pouco, este "vírus" do Brasil.


Beijos, minha querida amiga!

domingo, setembro 14, 2008

Your sugar was raw

Mais de 75 mil portugueses - eu incluso - a €60,00 cada bilhete (não contabilizando os que compraram via candonga a preços estupidamente elevados), dão €4500000,00 (qua-tro-mi-lhões-e-qui-nhen-tos-mil-eu-ros) à Malandrona.

Às 9h15 lá estava ela, sentada no seu trono, pronta para duas horas non-stop de exercício físico, dança e canto. O espetáculo foi cirúrgico, sem mácula, pontualíssimo e ultra-cronometrado. Bem no estilo hiper-perfeccionista da Rainha da Pop - mesmo com uma incursão num solo metaleiro que surpreendeu, o Pop esteve sempre presente. Às 11h15 já líamos GAME OVER nos écrans gigantes que compunham a máquina de cena em palco. Madonna chegou, viu e venceu - as always!

As filas de kilómetros para entrar no recinto (levámos cerca de hora e meia para entrar), depois já lá dentro, as filas para usar o wc, filas para quem se atreveu a ter fome e esperar uma eternidade por uma bifana, espelhavam bem a loucura de tudo aquilo e as legiões de fãs dispostos a todos os sacríficios para verem e ouvirem Madonna. Ter conseguido encontrar os meus faroleiros no meio de 75 mil pessoas foi quase um milagre e houve tempo para algum convívio.

A assinalar de negativo, só mesmo o comportamento de algumas pessoas que se julgam sós num espaço a partilhar entre todos, comportando-se como se aquilo fosse só delas e onde todos os outros têm de se submeter às suas vontades. Falo desta ex-morangueira, de entre todas no grupo, a mais mal educada, desta apresentadora que, no meio de tanta parvoíce, acabou por ser a mais sensata, e ainda desta também apresentadora que deu início ao desaguizo e depois fez-se de surda... Talvez se julguem acima das outras pessoas, ou consideram ser detentoras de uma espécie diferente de direitos só porque aparecem na televisão... triste, muito triste.

E foi preciso vir cá a Madonna para voltar a escrever aqui alguma coisa!

segunda-feira, agosto 18, 2008

Vontades

post anterior não foi um ponto final - senão, não teria deixado a dúvida no ar (como bem referiu o Piraboy no comentário que me deixou), teria sido algo afirmativo, que não foi, nem pretendeu ser. Foi apenas e só a expressão de uma vontade do momento, daquele momento: vou acabar de vez com este blog!!
Por agora estou somente a reflectir sobre o que fazer com este meu espaço e se é coisa para continuar, ou não; se mantenho os mesmos moldes que tenho usado até aqui, se mudo o meu registo, se passo para algo mais gráfico (mais imagens e menos palavras - afinal isto é o Graphic_Diary); depois há sempre aquelas fases em que deixamos de escrever, passa o tempo, começam a surgir as dúvidas existenciais e a partir daí é o descalabro da autocomiseração: se isto vale a pena, para que serve, para quem serve, etc., etc., etc.. Um enjoo!
Sinceramente ainda não sei bem o que será disto, o que quero disto e com isto. 
Confesso que o post anterior tenha sido uma espécie de grito de alerta para a minha apatia e falta de vontade de e para com tanta coisa, que agora não vem aqui ao caso, entre elas o meu Blog; foi uma espécie de s.o.s.; qualquer coisa para que me dissessem algo, para que me notassem, poderá até ter sido um gesto dramático para chamar a atenção (talvez, uma vez mais, o Piraboy tenha acertado)... afinal de contas eu já confessei aqui que sou mesmo um drama queen
Seja como for, consegui isso, a vossa atenção, tive os vossos comentários, tive muitas visitas no dia a seguir a esse post, tive o vosso pedido para que não acabasse com isto, recebi alguns emails (que ainda não respondi, miserável!), tive até um post dedicado noutro blog!!! Todas essas manifestações de carinho deixaram-me bem, até feliz e agradecido por saber que afinal eu até conto para quem por aqui passa; que afinal estas parvoíces que por aqui vou debitando são do agrado e até têm algum significado para alguns. Por tudo isso, deixo-vos aqui as minhas desculpas no caso de ter aborrecido alguém (alguns terão pensado algo do do género 'lá está ele com os dramas dele') e o meu sincero obrigado pelas vossas palavras de incentivo.
Até breve, quando a vontade regressar.

terça-feira, agosto 12, 2008

The end?

GRAPHIC DIARY

UM MUNDO, COMO O DOS OUTROS

06/07/2006 - 12/08/2008

Muito provavelmernte...

quinta-feira, julho 24, 2008

Pika's a image a day mail

I miss you

O poder da genética

Parabéns e que tenhas um feliz dia de aniversário, mãe melga
Sempre que vejo esta tua foto de bebé, lembro-me das que existem minhas com a mesma idade e percebo o quanto a genética realmente funciona e é poderosa - não há qualquer dúvida de que sou mesmo teu filho!

quarta-feira, julho 23, 2008

Conferência de Tipos de Letra

See more funny videos at CollegeHumor. - Visto inicialmente aqui.

Muito divertido, inteligente e bem esgalhado!
Quem está habituado a trabalhar com os vários tipos de letra existentes - já para não falar nas dores de cabeça que se arranjam quando tentamos escolher e encontrar A fonte certa para um trabalho, UMA no meio de milhares instaladas nos nossos computadores - reconhecerá aqui umas quantas neste vídeo. Excelente!

Rir é o melhor remédio

Stunned & Frozen Cat ! - Visto inicialmente aqui.

Os gatos às vezes são mesmo uns bichos estranhos! Este particularmente, além de parecer que tomou alguma substância alucinogénica muito boa mas ilegal, faz-me lembrar muito a minha Luna - por andará ela? Ainda não deu uma destas ao meu preto Heitor, acho que nem saberia como reagir se ele se metesse com estas maluquices.

terça-feira, julho 22, 2008

Temos casamento!

Aqui o maníssimo vai casar-se em breve, já em Agosto, ficando eu - o terceiro faroleiro de serviço - para o último dos faroleiros solteiros, uma vez que a faroleira Bat também já casou o ano passado. Estive esta tarde, depois do trabalho, com ambos para receber o convite em mãos. O convite (na imagem) resultou de uma idéia, muito ao estilo do meu mais que tudo que o adorou, que está muito engraçada e original: um lenço dos namorados, versão lowcost - sem os bordados originais porque as carmelitas descalças e bordadeiras estavam em greve - com os dizeres estampados num pequeno pano de algodão.
Quanto a mim, fica aqui a promessa de que, se tudo correr bem, para o ano levo-os todos a Badajoz! eh eh eh

Até o Mac me avisa!

O sistema MacOS X possui um software, chamado Extensis Suitcase, que organiza e faz a gestão dos tipos de letra/fontes que temos instalados no computador. 
No computadores com o sistema da Microsoft, o Windows, normalmente a frase de exemplo na gestão dos tipos de letra é a famosa "The Quick Brown Fox Jumps Over The Lazy Dog" - que é um tipo de anagrama: o pangrama, ou seja, uma frase que usa todas as letras do alfabeto - assim podemos ver como se comportam todas as letras de uma determinada fonte. Erradamente alguns softwares traduzem esta expressão para português, mostrando-nos uma "A rápida raposa castanha salta sobre o cão preguiçoso" ou na variação brasileira "A ligeira raposa marrom ataca o cão preguiçoso" e com isto perde-se toda a utilidade que a frase possui no original. É o que dá quando não se percebe o porquê das coisas e avança-se para soluções/traduções descabidas e idiotas!
Feito o aparte, há pouco enquanto activava, no tal sistema do Mac onde trabalho, uma família de tipos de letra para um trabalho, olhei, pela primeira vez com olhos de vêr, para a frase que o sistema Mac usa para exemplificar o estilo da fonte. A frase do exemplo é completamente diferente da utilizada pelo Windows e ainda não me dei ao trabalho de ver se também tem a mesma funcionalidade "pangramática". Mas esta última, em relação à do Windows que não passa qualquer tipo de mensagem, pode bater forte e desabar em depressao profunda, quando lida com atenção. Da autoria de Mark Twain, diz o seguinte:
"Twenty years from now you will be more disappointed by the things that you didn’t do than by the ones you did do. So throw off the bowlines. Sail away from the safe harbor. Catch the trade winds in your sails. Explore. Dream. Discover. - Mark Twain"
A coisa a mim, por agora que ando a pesar e repensar tanta coisa da minha vida, caíu e bateu-me que nem um aviso importante vindo de um lado qualquer superiormente erudito, como que uma voz off do além - provavelmente dos States, pela mão de Steve Jobs, o patrão da Apple Macintosh... eh eh eh
O melhor é não pensar muito nestas coisas e pegar no trabalho de novo.

segunda-feira, julho 21, 2008

HAPPY BIRTHDAY

Foto daqui

MY SWEET WEB FRIEND

sábado, julho 19, 2008

Carneirada II - beach version

O que separa estas duas fotos? O local, o modo de vestir e o destino de chegada, de resto é tudo igual: carneirada e só carneirada. Seja à saída do metro para o trabalho, seja à saída do ferryboat para a praia, somos todos carneirada.
Pois é, fui para a praia! O meu primeiro (e único?) dia de praia este ano. Yes!!!
Fomos só depois de almoço porque a exposição ao Sol já é menos nociva e também porque não aguento um dia inteiro a lagartar ao sol. Assim umas três horinhas já estiveram mais que boas para começar! A água, apesar de um pouco fria, estava suportável e, depois de lá enfiados dentro, a coisa até se aguentou bem - ai que saudades da água quentinha do Mediterrâneo!
Já faço um post com algumas fotos que tirei à novíssima marina do tio Belmiro de Azevedo e que serve de postal de boas vindas para quem agora chega à ex-nossa Tróia...
Que rico sábado!

Carminho

Eu a pensar que ia chegar a casa e esponjar-me no sofá, fui logo recambiado para o carro e de volta para Lisboa, mais propriamente para a Feira de Artesanato no Estoril, numa corrida contra o tempo para chegarmos a tempo de assistir ao concerto do Pedro Moutinho (irmão mais novo do grande Camané) com a "nossa" Carminho* que cantava na primeira parte do espetáculo.
Como já é habitual, o raio da rapariga encheu-nos com a sua voz descomunal, portentosa, fantástica e isto só com 23 aninhos. Façam-vos o favor de a ouvir!
Chegámos há pouco a casa mas valeu a pena!
Comentamos entre os dois, no final, o que será desta voz na casa dos trintas!

*Carmo Rebelo de Andrade, filha da fadista Teresa Siqueira, apresentada nas noites fadistas como Carminho, foi Prémio Revelação da Grande Noite do fado em 2006.

sexta-feira, julho 18, 2008

Final de semana

Regressar a casa, sobre o Tejo, depois de mais uma semana de trabalho, rasgada com algum custo, das calendas.
Quando atravesso a Vasco da Gama há uma zona da travessia, a cerca de meio da ponte, que me faz parecer estar rodeado de mar, só água por toda a volta, como uma ilha.
Gosto especialmente dessa sensação, que essa imagem me provoca, no final do dia, no regresso a casa. Por vezes fantasio que estou a atravessar um oceano estranho, rumo a um continente desconhecido onde me espera uma vida nova, diferente desta. Tento fixar os olhos num ponto do horizonte e congelar o momento dessa visão. Deixo-vos a foto desse momento. Não sei porquê, mas adoro essa sensação... depois regresso lentamente à realidade, à medida que vou chegando à outra margem.
Bom fim de semana!

Beware of Pickpockets

Ontem ao final do dia, quando entro na minha estação do metropolitano rumo a casa começo a ouvir aquela voz feminina que normalmente está a debitar informações do género "O metro faz 60 anos, blá blá blá...", mas desta vez era diferente. Dizia repetidamente "Cuidado com os carteiristas nesta estação", ou coisa parecida. Depois desço as escadas de acesso à plataforma de acesso às carruagens e no mostrador electrónico corre o texto com essa mesma informação: "Atenção! Encontram-se carteiristas nesta estação, tenha cuidado."... Estranhei a insistência e pareceu-me ser novidade, uma vez que uma mensagem destas - sonora e escrita - a dar com tanta insistência não costuma ser normal.
Hoje li no jornal "fastfood" METRO que o que eu assisti ontem foi ao novo sistema de alerta que o Metro de Lisboa implementou em toda a sua rede e calhou logo ser activado na estação que eu frequento diariamente. Ora aí está uma boa medida e tiro o meu chapéu ao Metro de Lisboa pela originalidade. Agora o trabalho dos carteiristas é bem mais dificultado, pelo menos para aqueles que estão referenciados pelo sistema de segurança! Deixo-vos o recorte da notícia (clicar para ampliar):
Clicar para ampliar a imagem

quarta-feira, julho 16, 2008

Gatos

Encontrei pela primeira vez estas animações no Neatorama, blog que faz parte das minhas visitas mais ou menos diárias consoante a minha disponibilidade.
É bom de ver como este animador, Simon Tofield, captou na perfeição a essência do bicho gato - muito provavelmente tem um, só pode! Eu pelo menos reconheço muita coisa do meu bichano nestes filmes. Ora vejam estas três curtas e confirmem-me lá se os gatos não são mesmo assim:


terça-feira, julho 15, 2008

Sorrir

É o melhor remédio, sempre!

Quem é que, depois de ver este vídeo, pode sentir amargura no peito? Feist e os marretas da Sesame Street, divinal e de deixar qualquer um embevecido. Eu pelo menos fiquei e vou para a caminha mais sorridente! Até amanhã.

Visto inicialmente aqui.

Amor e dedinhos do pé

Porque este blogue não vive só de efemérides menos alegres, aqui fica o apontamento deste já 3.º aniversário. Nem tudo tem sido altos, muitos baixos tem havido também mas é assim mesmo que se faz o caminho. Já diz o outro e com razão "Enquanto houver estrada para andar, a gente vai continuar..."
Curiosamente e sem qualquer premeditação só hoje usei o presente que me ofereceste, há já umas semanas atrás, para me alegrares num dia mais cinzento.
É o amor, nas pequenas coisas.

segunda-feira, julho 14, 2008

Lita

[14/06/1970 - 14/03/1996]
Hoje seria o teu 38º aniversário.

A vida é uma madrasta

Hoje, assim que chegou ao trabalho, o meu boss informou-me da sua vontade em dar-me uma semana de férias em Agosto - na que tem o feriado, ou seja, quatro dias - mas com algumas reservas, isto em princípio, se correr tudo bem, se, se e se... 
Sinto-me qual Cinderella na expectativa de ir ao baile, por igual generosa autorização da madrasta, desde que consiga terminar a lida da casa, da roupa, da comida, dos animais e do quintal.
Vá, digam-me lá: não está mau, podia ser pior, estás a trabalhar aí há pouco tempo, teres isso é uma sorte, ele não tem a obrigação de te dar férias, etc., etc. e etc.  - mas o facto de eu estar sem férias de jeito há já 3 anos é algo que me aborrece, o que é que querem? Deixem-me!

Carneirada

Foto roubada aqui.
Sinceramente, por muito que me esforce e me contrarie, chego à conclusão de que não nasci para isto... cada semana que começa traz a renovação deste ritual carneirístico e cada vez mais me apercebo que não tenho nada a ver com este cenário.

domingo, julho 13, 2008

EGG SLICER?

Hoje deparei-me com este novo aparelho para cortar ovos (egg slicer - como nos informa a embalagem) numa loja chinesa aqui ao pé de casa... Por onde será que se corta o ovo?
O achado foi tão insólito que achei irresistível não tirar uma foto, com o meu não iPhone 3G, leia-se telemóvel normal de pobre, para partilhar aqui com quem passa no meu espaço.

sábado, julho 12, 2008

Jardim do ferrolho

Acabei a tarde de sábado com um passeio pelos jardins que existem na encosta do Castelo de Palmela com esta mana, o Ticaco e mais dois sobrinhos reguilas, que terminaram o passeio encharcados com um banho de chafariz - brincadeira iniciada pela maior criança do grupo, eu!
Uma coisa destas aqui mesmo ao meu lado e desconhecia-o por completo... como é possível?
Aconselho a visita - mesmo não sendo uma pérola da arte de jardinagem real é um belíssimo passeio para uma tarde de Verão e se for acompanhado com boa disposição, nem se dá pelas subidas e descidas constantes que o tour obriga.
Ocorreu-me durante o passeio que, nos tempos em que a realeza por aqui deambulava, isto havia de ser bonito, com tanto canto e recanto propício ao apaziguamento de certo tipo de calores medievais - ainda hoje muito em voga. Acredito que, neste jardim, muito cinto de castidade terá perdido o seu ferrolho!
Fantasias à parte, algumas zonas deste jardim podiam estar melhor cuidadas, notando-se já algum abandono mas, se assim não fosse, não seria Portugal, certo?
Enfim, soube-me bem!