terça-feira, fevereiro 19, 2008

Setúbal encharcou

Durante toda a noite e dia de ontem não parou de chover. A trovoada foi das mais fortes que presenciei até hoje. No noticiário das 13h só mencionaram as cheias na zona da grande Lisboa e como trabalho num local alto, a pouco mais de mil metros da minha casa, não me apercebi do que estava a acontecer na minha própria cidade. Só à noite, novamente no noticiário, é que conheci a verdadeira extensão dos estragos por Setúbal, aliás, praticamente às portas da minha casa. Não faltaram sítios inundados por aqui, com a água a atingir uma altura considerável em alguns locais, como se pode ver neste vídeo no Largo de Jesus,ou melhor, na piscina de Jesus, bem perto de onde moro. É o resultado das chuvas intensas mas também de uma péssima obra de urbanismo (quem conhece a praça, onde está o monumento mais emblemático de Setúbal, sabe do que falo).
Este outro vídeo, é na Praça do Brasil, perto da estação de comboios de Setúbal e que já fica numa zona relativamente alta da cidade. Ora vejam:

Mais um, filmado de dentro de uma saula de aulas na escola onde eu andei. Agora com rio à frente. Nos meus tempos de aluno só havia uma simples estrada.

Miraculosamente a água não chegou a estes despreparos na zona onde moro, pelo que o meu carrito - o meu bem-a-prestações mais exposto a este tipo de intempéries - não sofreu nenhuma mazela aquática.
Num Inverno onde raramente tem chovido este fenómeno apanhou muita gente desprevenida que, apesar das indicações da Protecção Civil e do Instituto de Meteorologia, não se precaveu contra a eventualidade de cheia. Resultado: muitos proprietários de lojas, espaços comerciais, restaurantes, cafés, etc., viram os seus bens levados, ou encharcados, pela enxurrada. Nestas alturas aponta-se sempre o dedo aos serviços camarários por não limparem os bueiros, sarjetas e esgotos em condições, culpam-se os governos por más políticas de urbanismo, atentam-se os bombeiros por falta de capacidade de resposta aos pedidos de socorro e por aí fora. E neste jogo do sacudir a água do capote, nunca se apuram responsabilidades. É o salve-se quem seguros tiver!

Mais vídeos aqui, aqui, aqui, aqui e aqui.

4 comentários:

pinguim disse...

É caso para dizer que há coisas estranhas mesmo; na própria noite em que o novo programa da Maria Elisa (que eu não vi, mas presumo tenha ido para o ar), e que tinha como tema as terríveis inundações de há 40 anos na região de Lisboa, acontece isto...
Não acredito em bruxas, mas que as há, há...
Abraço.

Graphic_Diary disse...

Não sabia que era esse o tema do programa - que também não vi.
Há cá com cada coincidência!
Espero que não tenhas sofrido estragos com a intempérie.
Abraço bem sequinho :-)

Einstein Halking disse...

sabe, o seu blog é um dos que eu mais tenho prazer em visitar, ler e comentar. Parabéns pelko ótimo trabalho que está desenvolvendo neste blog. Abração!

Graphic_Diary disse...

Einstein, muito obrigado pelas tuas palavras simpáticas. Valeu!
Outro abraço para ti.