sexta-feira, julho 18, 2008

Final de semana

Regressar a casa, sobre o Tejo, depois de mais uma semana de trabalho, rasgada com algum custo, das calendas.
Quando atravesso a Vasco da Gama há uma zona da travessia, a cerca de meio da ponte, que me faz parecer estar rodeado de mar, só água por toda a volta, como uma ilha.
Gosto especialmente dessa sensação, que essa imagem me provoca, no final do dia, no regresso a casa. Por vezes fantasio que estou a atravessar um oceano estranho, rumo a um continente desconhecido onde me espera uma vida nova, diferente desta. Tento fixar os olhos num ponto do horizonte e congelar o momento dessa visão. Deixo-vos a foto desse momento. Não sei porquê, mas adoro essa sensação... depois regresso lentamente à realidade, à medida que vou chegando à outra margem.
Bom fim de semana!

4 comentários:

pinguim disse...

O estuário do Tejo provoca-nos sensações estranhas...mas boas.
Abraço.

Graphic_Diary disse...

Amigo Pinguim,
Para mim essa sensação é comum em qualquer rio, lago, mar, porção ou extensão de água. É da e pela água... que fascínio exerce sobre nós, não é?
Outro abraço

Paulo disse...

acho que te compreendo: o Tejo com ares de mar - uma espécie de viagem, sonho, evasão. depois, o fim e o real. acontece-me com as viagens e com os regressos a algo que tem muito de cruel.infelizmente, os dias são assim mesmo!

Graphic_Diary disse...

Paulo, é mesmo por aí, e acordar é o que dói mais, quando te evades para te protegeres da crueldade dos dias.
But, that's life!