sexta-feira, novembro 05, 2010

R.I.P.

10.12.1919 - 05.11.2010
Há três anos atrás escrevia eu isto a respeito do aniversário do meu avô materno. Ainda passou a barreira dos 90, mas já não se aguentou para completar 91. Os seus últimos dias foram maus, com muito sofrimento e desgaste. A sua ida chegou para descansá-lo e também para nos descansar... Até sempre Quinhones!